Como seria se um tsunami atingisse a costa do Brasil?

0

O Brasil é um dos poucos países que pode se gabar de não ter desastres naturais frequentes, mas não significa que estamos imunes. E se um tsunami atingisse a costa brasileira?

A hipótese pode parecer absurda e realmente é bem improvável, mas não impossível. A intensidade pode até não ser tão grande quanto a dos tsunamis que ocorrem na Ásia, mas o estrago seria bem grande mesmo assim.

A grande vantagem do Brasil é estar inteiro sobre uma placa tectônica. É o choque dessas placas, sob a superfície, que costuma causar tsunamis, mas não é a única causa.

Entre outras coisas, uma erupção vulcânica poderia iniciar uma sequência de ondas gigantes e é exatamente essa a nossa única ameaça, localizada no vulcão conhecido como Cumbre Vieja, nas ilhas Canárias.

Ele está bem longe, é verdade, mas pode causar muitos problemas. Acontece que ele fica em uma ilha pequena, chamada La Palma, e estima-se que uma erupção do Cumbre Vieja simplesmente racharia a ilha no meio, jogando metade dela no oceano Atlântico.

A partir desse impacto monstruoso, as ondas gigantes se formariam, alcançando vários países, incluindo o Brasil.

O tsunami resultante da erupção do Cumbre Vieja chegaria ao Brasil atingindo as regiões Norte e Nordeste, depois de varrer as ilhas do Caribe. Países da África, e América do Norte também sentiriam a fúria das ondas, em uma hipótese que está longe de ser descartada.

Passo a passo da destruição

A erupção do Cumbre Vieja lançaria ao mar cerca de 500 quilômetros cúbicos de terra, formando ondas de até 120 metros de comprimento. Elas poderiam alcançar uma velocidade de 720 quilômetros por hora, chegando primeiro ao Marrocos, já com uma altura de 100 metros. Chegariam ao Brasil com 6 quilômetros de comprimento e 20 metros de altura.

Veja também:   Roupas pretas esquentam mais no calor? A ciência explica

A costa do Norte e Nordeste seriam duramente afetadas, principalmente grandes cidades como Belém, no Pará, São Luís, no Maranhão, e Fortaleza, no Ceará. A água poderia penetrar até 10 quilômetros em solo brasileiro. As ilhas do Caribe sofreriam danos ainda maiores, bem como os estados da Geórgia e Flórida, nos Estados Unidos.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com