Vacas estão aprendendo a usar o banheiro para diminuir aquecimento global

0

Assim como cães e gatos, vacas também estão sendo ensinadas a fazer suas necessidades em locais específicos e isso é por uma boa causa.

  • Sabia que leitor do Acredite Ou Não tem descontos exclusivos e frete grátis na primeira compra em quadrinhos, eletrônicos, livros e QUALQUER produto comprado no site da Amazon? Para garantir, basta realizar a compra clicando por aqui.

Embora não seja um dado muito divulgado, os animais contribuem muito para o aquecimento global, já que suas fezes e urina liberam gases que colaboram com o efeito estufa. A culpa, obviamente, não é deles, mas eles podem ajudar.

Na urina das vacas, existem quantidades substanciais de nitrogênio, que misturado com outros compostos químicos das fezes, geram amônia.

Depois de um tempo, essa amônia é convertida em óxido nitroso, um gás-estufa que é 300 vezes mais perigoso do que o famoso dióxido de carbono. Quando pensamos na quantidade de gado existente no mundo, tem-se uma dimensão maior do problema.

Dessa forma, o objetivo dos pesquisadores da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, é ensinar os animais a pelo menos fazer seu xixi em um local separado, evitando essas reações químicas.

E nós não seríamos os únicos beneficiados: o acúmulo de urina no pasto acaba fazendo mal para os cascos dos bois e vacas, outro problema que seria eliminado.

Para isso, foram feitos testes com bezerros e os animais se saíram muito bem. Após as três etapas estipuladas, 77% deles conseguia usar o banheiro de maneira adequada, o que é superior a um bebê humano, de idade equivalente. Dessa vez, o gado foi bastante inteligente.

Recompensa para as vacas

O método usado para ensinar as vacas a fazer xixi no local certo, coberto com grama sintética, foi muito parecido com o que é usado para lidar com cães.

Quando usavam o banheiro certo, os animais ganhavam um petisco. Se erravam, a “bronca” vinha na forma de um jato de água fria de 3 segundos. Certamente, vale a pena ficar esperto.

Nas etapas seguintes, o local do teste era ampliado, para ver se os animais escolheriam o lugar certo mesmo tendo mais opção de espaço. Esse foi o teste que “separou vacas de bezerros”, para adaptar o ditado, e onde eles se saíram muito bem.

Com essa técnica, os cientistas esperam reduzir o impacto do gado no aquecimento global.



Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com