Garoto de 13 anos encontra tesouro do século 10 na Alemanha

0

Um garoto de 13 anos e um arqueólogo amador descobriram um tesouro que pode ter pertencido ao rei Harald “Dente azul”, que introduziu o cristianismo na Dinamarca, na ilha alemã de Rügen.

O tesouro está composto por centenas de peças, pérolas, um martelo, escovas e anéis, informou a agência alemã DPA, que cita o arqueólogo amador René Schön e o escritório arqueológico regional.

Schön e Luca descubriram uma peça em janeiro graças a um detector de metais em um campo próximo a Schaprode, na islha de Rügen, no Mar Báltico. As autoridades locais deram sequência à escavação do tesouro nos dias 14 e 15 de abril.

Moedas saxônicas, otomanas, dinamarquesas e bizantinas foram encontradas (Foto: Stefan Sauer / DPA)
Moedas saxônicas, otomanas, dinamarquesas e bizantinas foram encontradas (Foto: Stefan Sauer / DPA)

Uma centena de peças que parecem datar do reinado de Harald I (910 – 987 d.c.), rei unificador que rechaçou as crenças vikings e iniciou a cristianização da Dinamarca.

Também há peças mais antigas, procedentes de lugares remotos, como um dirham (moeda) de Damasco transformado em joia e que data de 714 d.c..

Partes do tesouro dispostas sobre uma mesa (Foto: Stefan Sauer / DPA)
Partes do tesouro dispostas sobre uma mesa (Foto: Stefan Sauer / DPA)

As peças mais recentes datam dos anos 980, o que dá a entender qeu esse tesouro pôde ser escondido para Harald I, que havia perdido uma batalha contra seu próprio filho em 986, e havia fugido para a Pomerania, onde morreu um ano mais tarde, segundo a literatura do século 10, explica a DPA.

Harald “Dente azul” é uma importante figura histórica na região nórdica. É em sua homenagem que a tecnologia de comunicação Bluetooth foi batizada.

  Saiba quem foi o homem mais rico de todos os tempos



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com