Conheças as belezas das Cataratas do Iguaçu

0

A Cataratas do Iguaçu formam um dos mais belos espetáculos da natureza. Suas quedas d’água estão divididas entre o Parque Nacional do Iguaçu, no estado do Paraná, no Brasil, e o Parque Nacional Iguazú, que fica em Misiones, na Argentina.

Os parques foram construídos com o propósito de preservar o manancial de água e o meio ambiente ao seu redor. O primeiro a ser construído foi o parque nacional argentino no ano de 1934. Posteriormente foi inaugurado o parque brasileiro em 1939, que atualmente é o segundo ponto turístico mais visitado do Brasil.

Ao todo, o sistema das cataratas é composto por 275 quedas d’água com até 82 metros de altura, que estão distribuídas ao longo de 2.7 km do Rio Iguaçu. A principal e mais espetacular queda d’água de todo o sistema é “Garganta do Diabo“, que possui formato em U.

Patrimônio da Humanidade e Maravilha Natural do Mundo

Nos anos 1984 e 1986 o parque brasileiro e argentino, respectivamente, foram tombados como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Em 2007, as Cataratas do Iguaçu concorreram como uma das sete maravilhas naturais do mundo em uma votação global organizada pela Fundação New7Wonders. As cataratas foram eleitas entre as sete maravilhas naturais em 2011.

Comparando com outras quedas d’água

É difícil admirar as Cataratas do Iguaçu e não tentar compará-las com outras quedas d’água pelo mundo. Entre as mais famosas estão as Cataratas do Niagara, na divisa do Canadá com os Estados Unidos, e as Cataratas Vitória, na África Austral, entre a Zâmbia e o Zimbabwe.

  Os 10 lugares mais inabitáveis da Terra

Após o alagamento do Salto das Sete Quedas para a construção de uma usina hidrelétrica em 1982, o sistema de águas do Iguaçu passou a ter o segundo maior fluxo de água com vazão média de 1.746 m³/s. Só perde para o Niagara, com 2.400 m³/s de média.

Mesmo assim, no dia 09 de junho de 2014 foi registrado o maior fluxo do complexo Iguaçu com 46,300 m³/s. Bem acima do maior fluxo já registrado no Rio Niagara, de 8.300 m³/s.

À respeito das Cataras Vitória, enquanto Iguaçu é mais ampla e dividida entre diversas quedas distintas, as cataratas africanas formam a maior cortina d’água do mundo, com 1.600 metros de extensão e 128 metros de altura.

Turismo e acesso às Cataratas do Iguaçu

Próximo às cataratas há dois aeroportos: o Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e o Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú. Ambos estão há quilômetros distantes das cidades vizinhas a Foz do Iguaçu, no Brasil, e Puerto Iguazú, na Argentina.

Pelo lado argentino pode-se ter acesso às Cataratas por Puerto Iguazú, mas para passar para o outro lado é preciso solicitar um visto ao consulado brasileiro na cidade.

As companhias LATAN Airlines, Gol e Azul cuidam do translado entre as principais cidades brasileiras e Foz do Iguaçu. Para quem parte da Argentina, a Aerolíneas Argentinas oferece voos partindo de Buenos Aires.

  5 fatos sobre a censura

Os turistas também podem passear de barco próximo às quedas d’água ou então sobrevoar as cataratas de helicóptero. Os passeios de helicóptero duram 10 minutos e precisam ser agendados com antecedência com a agencia de turismo responsável.

Deixe um Comentário