Conheça a teoria que diz que Chester Bennington e Chris Cornell foram assassinados

0

No último mês de julho, a notícia do suicídio de Chester Bennington, vocalista da banda Linkin Park, chocou os fãs do grupo. Apenas alguns meses após o suicídio de Chris Cornell, a morte de Bennington foi outro golpe forte na indústria do entretenimento, especificamente no mundo da música alternativa. Só que não demorou para os fãs logo notarem que as circunstâncias das duas mortes foram, no mínimo, estranhas.

Da mesma forma que já ocorreu com outras mortes repentinas de celebridades, as pessoas na internet começaram a discutir a veracidade por trás do suicídio de Bennington. Ou seja, não demorou para que rumores e teorias conspiracionistas começassem a surgir.

Tudo parece loucura, em um primeiro momento. A conexão entre Bennington e Cornell, o encobrimento de assassinatos e até mesmo rumores sobre o envolvimento do governo parecem algo sem pé, nem cabeça. Só que por mais que tenham suas falhas, essas ideias são bem difíceis de serem ignoradas.

Será que Chester Bennington realmente se suicidou?

A primeira coisa que os conspiracionistas notaram não foi apenas o fato de que duas estrelas do rock morreram em um curto período de tempo: os dois eram amigos e morreram em circunstâncias misteriosamente semelhantes.

No dia da morte de Chris Cornell, Chester Bennington escreve uma comovente carta em homenagem ao seu amigo, que ele postou em seu perfil no Twitter: “eu ainda estou chorando de tristeza. Não consigo imaginar um mundo sem você”, disse Bennington.

  7 fatos surpreendentes sobre a pirataria online

Coincidentemente, no mesmo dia do aniversário de Chris Cornell, Chester Bennington foi encontrado morto. O site TMZ afirmou que ele se enforcou, de forma semelhante ao suicídio do amigo. As duas mortes foram consideradas suicídios, mas um perito médico da cidade de Detroit, onde Cornell morreu, disse que não estava “absolutamente convencido” que sua morte realmente se tratou de um suicídio.

Até aqui, tudo faz sentido. Bennington sempre falou de sua luta contra a depressão, e a morte de Cornell pode ter sido o estopim para decidir acabar com a própria vida. Nada estranho.

Bem, quer dizer, tudo fica estranho após descobrirmos a ligação que Chester Bennington tinha com John Podesta (que foi conselheiro do ex-presidente americano Barack Obama) e o governo dos Estados Unidos.

Nenhuma teoria conspiracionista seria uma teoria conspiracionista sem o envolvimento de qualquer governo, certo? Para começar, preste bem atenção à foto abaixo. O que você nota?

benningtonepodesta

Seria o simples fato de que os dois são muito idênticos?

O homem à direita é John Podesta. Ele esteve envolvido no vazamento de e-mails da campanha presidencial de Hillary Clinton em 2016. Algo que, provavelmente, custou a vitória da candidata democrata.

Quando alguns internautas colocaram as mãos nos e-mails, que vazaram por meio do Wikileaks, muitos notaram que algo meio sinistro estava acontecendo. Os e-mails de Podesta pareciam conter algum tipo de estranho código, incluindo algumas menções estranhas sobre comida.

  Cientista leva mais de mil picadas de insetos para criar escala de dor

Os conspiracionistas alegam que esses e-mails faziam referência, na realidade, a uma espécie de tráfico de crianças para sexo, na qual cada comida era uma referência a um código. Por exemplo, hot dog era “menino” e pizza era “menina”. O escândalo ficou conhecido como “Pizzagate.”

O que Chester Bennington tinha a ver com isso?

Agora, vamos voltar para a foto. Muitos rumores e teorias afirmam que Podesta seria o pai biológico de Bennington. Independente se você acredita ou não nessa história, não há como negar que os dois são muito parecidos.

E não para por aí. Em 2014, Mike Shinoda, colega de Bennington no Linkin Park, escreveu um texto para o jornal Huffington Post, no qual falava sobre o projeto Music For Relief. Após devastador terremoto de 2010 do Haiti, a instituição de caridade deu início a um programa de reciclagem para ajudar o país, mas logo começou a ficar sem dinheiro. A Fundação Clinton foi quem deu ajuda, após oferecer uma doação em dinheiro para que pudessem terminar seus trabalhos.

Sim, se você ligou os pontos, são os mesmos Clintons, que são tão próximos de John Podesta, que fizeram uma doação para a banda do suposto filho de seu amigo.

Além disso, em 2008, Bennington revelou, em uma entrevista para a revista Kerrang!, que sofreu abuso sexual na infância. “Foi um amigo que era um pouco mais velho que eu”, disse o cantor.

  Os 10 serviços mais bizarros que você não acreditará que existem

É uma grande coincidência o fato de que Podesta está tão conectado a Bennington na aparência e no suporte financeiro, isso sem mencionar dois casos de distintos de pedofilia.

E agora as coisas começam a ficar interessantes e sombrias. De acordo com o website Neon Nettle, Chris Cornell trabalhou, de forma muito próxima, com fundações que tinham como foco proteger crianças de abuso sexual (algo que seu amigo Chester Bennington vivenciou na própria pele) e do tráfico.

Assim, muitos conspiracionistas alegam que Chester Bennington e Chris Cornell sabiam do envolvimento do governo em um círculo de pedofilia e foram assassinados após tomarem a decisão de revelar a verdade.

As conexões bizarras dessa teoria são bem claras, sem dúvida. Apesar de que qualquer pessoa com acesso à internet e muito tempo livre pode transformar o nada em tudo.

Independente de qualquer coisa, é importante relembrar que dois músicos queridos perderam suas vidas e devemos respeitar suas famílias e amigos. Que descansem em paz.

Fonte: Your Tango

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com