10 filmes famosos de ficção científica que previram o futuro equivocadamente

0

Os filmes de ficção científica são uma ótima forma de exercitarmos a nossa imaginação. E muitos longas do gênero gostam de brincar com a ideia de como que o nosso planeta estará daqui 10, 20, 50 ou 100 anos.

Conforme o tempo passa, desde o lançamento de títulos mais antigos de ficção, podemos ver que alguns filmes acertaram e previram corretamente como que seria o futuro. Mas a maior parte deles errou, e feio.

Confira abaixo 10 filmes de ficção que previram o futuro equivocadamente:

10) Blade Runner

Blade Runner é um filme de ficção científica dos anos 80 que é amado por muitos fãs do gênero, mas errou feio na hora de prever o futuro. Harrison Ford interpreta o policial Rick Deckard, que tem como trabalho identificar os replicantes humanos, que são robôs praticamente indistinguíveis dos humanos. O longa se passa em 2019, ou seja, daqui a apenas dois anos, se sabemos que carros voadores, robôs quase humanos e colônias fora do planeta são uma realidade muito distante.

Uma sequência, Blade Runner: 2049, está prestes a ser lançada, e como o título já entrega, se passa 30 anos depois do original. Mas ainda é difícil imaginar esse tipo de tecnologia em nossas vidas, mesmo daqui a 30 anos.

9) 2001: Uma Odisséia no Espaço

2001: Uma Odisséia no Espaço é considerado por muitos o melhor filme de ficção científica já feito. E ele de fato acertou algumas previsões feita na época. Mas a razão do longa estar nessa lista foi a presença das viagens espaciais. Ainda estamos longe de enviar humanos para Marte, e especialmente, Júpiter. E não temos computadores avançados com o HAL 9000.

  5 criações inusitadas de grandes inventores

O diretor Stanley Kubrick e sua equipe de produção fizeram um longo trabalho de pesquisa sobre a tecnologia espacial da época (o filme foi lançado em 1968), na mesma época da corrida espacial, o que contribui para o realismo e detalhes técnicos do filme.

E o interessante é que o título misturou tecnologia presente e passada. Por exemplo, existe uma mala, com um telefone embutido, que lembra muito os atuais notebooks e smartphones. Mas isso jamais existiu no ano de 2001.

8) 2012

O longa, lançado em 2009, retrata a profecia Maia de que o mundo acabaria em 2012, de acordo com seu calendário. E nem é preciso lembrar que pra nossa sorte, essa história jamais aconteceu. O filme retrata a destruição intensa do planeta, e apesar da possibilidade de ocorrerem em algum período de tempo, eles não devem acontecer em um futuro próximo.

Na realidade, essa profecia dos Maias foi logo refutada pela NASA, que afirmou no dia seguinte do suposto fim do mundo que a antiga civilização jamais previu algo do tipo.

Existia um mito original de que os Sumérios afirmaram que um planeta misterioso se chocaria com a Terra em maio de 2003. Como isso não aconteceu, o dia do juízo final foi transferido para 2012.

7) De Volta Para o Futuro Parte 2

De Volta Para o Futuro Parte 2 levou os fãs da franquia até 2015, quase 30 anos a frente da época de lançamento, que aconteceu em 1989. Na versão 2015 do longa, existiam hoverboards, tênis que se amarravam sozinhos, carros voadores e outras tecnologias que ainda não existem.

  Saiba qual é a melhor maneira de pedir desculpas, de acordo com a Ciência

O filme até que conseguiu incorporar algumas tecnologias atuais naquelas que foram imaginadas por ele, como caixas de correio que possuem máquinas de fax, por exemplo. Também foi retratada uma conversa de vídeo, que foi outra previsão correta, apesar de não ser feita em enormes telas, como visto no longa.

6) O Exterminador do Futuro

A série O Exterminador do Futuro afirma que o Exterminador do primeiro filme foi enviado do ano de 2029. Já Exterminador do Futuro: A Salvação se passa em 2018, mas diz que a guerra entre homens e máquinas começou muito antes. Levando em conta o mundo real, máquinas desse tipo nem estão perto de existir. A Inteligência Artificial já se tornou assunto de diversos debates sobre os seus perigos e impactos, e a série de filmes retratou justamente o pior dos cenários.

Nós não possuímos uma I.A semelhante com a dos longas da franquia, mas estamos indo no mesmo caminho. A questão é se ela estará ciente de sua existência e se irá se rebelar contra nós, seus criadores. Esperamos que isso seja apenas obra da ficção.

5) Timecop

Jean Claude Van Damme é a estrela desse filme, no qual um policial é responsável por regular viagens no tempo. Ele se passa em 2004, e nem é preciso dizer que errou feio. Até mesmo 13 anos depois, essa ideia continua sendo algo que é fruto de nossa imaginação e da ficção científica. O longa também apresenta carros que dirigem por conta própria, que não eram realistas em sua época, mas estão se tornando uma realidade.

  Qual é o som de alguns lugares do Sistema Solar?

Por falar em carros, no filme, eles reagem a certos comandos de voz. Não é a mesma coisa, mas os veículos de atualmente já conseguem fazer coisas semelhantes, apesar da necessidade de aperfeiçoamento.

4) Rollerball – Os Gladiadores do Futuro

Esse filme se passa em 2018, e mostrou uma sociedade, controlada por corporações, que possui um jogo sobre patins (Roller Derby) muito violento que é a única forma de entretenimento. E nem seria preciso dizer que isso não se tornará realidade em pouco mais de seis meses.

Com dito acima, a parte mais interessante aqui é que o mundo é controlado por empresas e corporações, e não é mais composto por países. Apesar do leque de possibilidades, as chances disso acontecer são praticamente zero, mesmo em um futuro distante.

3) Fuga de Nova Iorque

Aqui, no ano de 1997, Manhattan se tornou uma enorme prisão de segurança máxima. E a mesma ideia foi utilizada em sua sequência, Fuga de Los Angeles, na qual a segunda maior cidade dos EUA se tornou uma ilha comandada por criminosos em 2013. A ideia de uma prisão deste tamanho existir no planeta chega a ser ridícula, especialmente em uma cidade global como Nova Iorque.

2) Mad Max

O período de tempo em que se passam os longas originais da série Mad Max é até hoje um mistério, mas o diretor George Miller disse, em uma entrevista em 1984, que tudo ocorre entre o final dos anos 90 e 2018.

  34 doces curiosidades sobre o açúcar

O mundo se tornou uma enorme terra desolada, comandada por gangues que lutavam pelo controle dos recursos escassos do planeta. Nunca ficou muito claro o que causou isso, mas foi algo relacionado com partículas radioativas e mudanças climáticas. Para nossa sorte, ainda não vivemos em um mundo assim, mas isso não significa que a Terra não possa sofrer com um destino semelhante no futuro.

1) Corrida da Morte – Ano 2000

Semelhante a Rollerball, esse filme retrata um esporte violento e mortal que não tem razão nenhuma. Corrida da Morte – Ano 2000 foi lançado em 1975 e mostra uma sociedade que possui como única forma de entretenimento um longa e violenta corrida de longa distância no ano 2000. Era uma maneira de controlar a alta população do planeta, e os pilotos ganhavam pontos por atropelar inocentes civis das mais cruéis maneiras.

A superpopulação do planeta se tornou um problema, mas não havia razões para se preocupar com isso há 17 anos. As condições em que vivemos se tornaram mais seguras e as taxas de morte diminuíram, e as de nascimentos aumentaram, o que fez o mundo se tornar mais populoso. É algo que devemos ficar de olho, mas não existe necessidade de realizar algo semelhante atualmente.

Fonte: Listverse

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com