10 órgãos e habilidades de animais que te dariam superpoderes

0

A ficção já nos mostrou diversas vezes seres humanos com superpoderes dos mais variados tipos. Já imaginou ter a habilidade de regenerar partes do seu corpo? Conseguir sobreviver ao frio extremo? Ou andar sobre a água? Por incrível que pareça, essas são coisas corriqueiras na vida de alguns animais na natureza, que realizam alguns desses feitos na maior tranquilidade.

Confira abaixo 10 órgãos e habilidades de animais que te dariam superpoderes

10) Células das planárias

animais-órgãos 1

As células das planárias possuem uma habilidade que gostariamos de ter: elas podem se regenerar. Além disso, cientistas já realizaram diversos experimentos em que cortaram esses vermes em vários pedaços e cada pedaço deu origem a um novo animal.

Além disso, elas são capazes de reter as memórias de quando eram um único organismo. Ou seja, ela pode criar clones que possuem as mesmas memórias originais.

Se você cortar a cabeça de uma planária, uma novinha irá crescer no local como se nada tivesse acontecido. Além disso, ela também podem ter múltiplas cabeças.

9) O órgão vomeronasal das cobras

animais-órgãos 2

O órgão vomeronasal das cobras, também conhecido como órgão de Jacobson, ajuda os animais a localizarem suas presas mesmo a longas distâncias. Se tivessemos esse órgão, por exemplo, conseguiriamos encontrar uma pessoa perdida em um lugar grande rapidamente.

O órgão faz isso ao detectar substâncias químicas não voláteis, como feromônios da presa. As cobras usam suas línguas para coletar partículas dessa substâncias e transmití-las para o órgão de Jacobson.

8) O fígado da rã-da-floresta

animais-órgãos 3

Morrer de frio deve ser uma das piores sensações que existem, mas isso é impossível de acontecer com a rã-da-floresta.

Veja também:   6174 e 495: o misterioso caso que intriga matemáticos há décadas

Ao invés de aumentar sua taxa metabólica para se aquecer, como acontece com os mamíferos, essa espécie de sapo faz o oposto: ela reduz seu metabolismo de forma tão acentuada que ela consegue sobreviver praticamente sem energia ou oxigênio. Seu coração praticamente para de bater. Ou seja, esses animais ficam em um estado celular quase morto.

O que mantém a rã viva é o seu fígado, que excreta glicose na corrente sanguínea, que acaba parando nos demais órgãos. Desta forma, ela consegue sobreviver a rigorosos invernos.

7) Os olhos da Ophiocoma wendtii

animais-órgãos 4

Essa espécie de estrela do mar possui uma visão de dar inveja a nós, seres humanos. Ela possui a incrível habilidade de enxergar em qualquer direção, em qualquer parte de seu corpo.

A estrela consegue tal feito por conta do seu corpo ser coberto por pequenas e cristalinas lentes que praticamente transformam seu corpo em um enorme olho. Isso significa que ela pode fugir de predadores e procurar um lugar para se esconder ao mesmo tempo.

6) Os olhos dos estomatópodes

animais-órgãos 5

Se você já ficou impressionado com o exemplo acima, é por que você não viu o olhos dos estomatópodes, uma espécie de crustáceo. Eles possuem de 12 a 21 fotorreceptores. Para efeito de comparação, nossos olhos possuem apenas 3.

Por conta disso, esses animais são capazes de enxergar a luz ultravioleta e diferentes tons de luz. Especialistas ainda não sabem afirmar com precisão como que o animal consegue realizar tal feito.

Veja também:   Morcegos vampiros estão consumindo sangue humano no Brasil; entenda

5) Os pés do basilisco verde

animais-órgãos 6

Já imaginou conseguir andar por cima da água? Essa seria uma habilidade muito bem vinda por nós, seres humanos. E o basilisco verde, uma espécie de lagarto, é capaz de fazer isso sem maiores problemas.

O animal consegue andar pouco mais de 4 metros na água sem afundar por conta de seus pés, que conseguem prender um pouco de ar, permitindo esse feito. Tanto que ele já recebeu o nome de “lagarto Jesus Cristo”, por razões óbvias.

4) Asas de coruja     

animais-órgãos 7

Conseguir voar e se esconder ao mesmo tempo é uma tarefa difícil até mesmo com a tecnologia de hoje. Sim, existem jatos capazes de fazer isso, mas essa é uma tarefa fácil para as corujas.

Por serem animais de hábitos noturnos, elas conseguem capturar suas presas com 100% de sucesso por dois motivos: sua visão e suas asas, que não fazem qualquer tipo de barulho durante o voo.

O motivo é a estrutura de suas asas, que são grandes. Como consequência, as corujas mal precisam batê-las e praticamente planam no ar, o que ajuda no momento de caçar alimento.

3) O focinho dos ornitorrincos

animais-órgãos 8

Nós, seres humanos, temos cinco sentidos: visão, tato, paladar, olfato e audição. Mas eles não nos ajudam se estivermos em um local escuro e sem som. Mas isso não é um problema para os ornitorrincos.

Quase todos os seres vivos possuem eletricidade em seus corpos, que é gerada pelo coração, cérebro e sistema nervoso. O focinho do ornitorrinco é capaz de detectar os sinais elétricos de outro ser vivo, o que permite que esses animais peculiares consigam nadar sem problemas em água turvas, por exemplo.

Veja também:   Dieta a base de batata frita deixa adolescente cego; entenda

2) As glândulas do besouro-bombardeiro

Os besouros-bombardeiros possuem uma habilidade que diminuiria os índices de crimes na sociedade: esses animais possuem uma glândula que é capaz de jogar um líquido corrosivo no rosto de seus inimigos.

Esse líquido é o composto químico quinona, resultado da reação química entre dois líquidos produzidos pelo besouro-bombardeiro, que já mostrou ser uma ótima maneira dele se proteger do ataque de predadores.

1) O sistema circulatório da baleia cachalote

animais-órgãos 9

De acordo com o Livro dos Recordes, a pessoa que passou mais tempo debaixo d’água sem respirar foi o espanhol Aleix Vendrell, que aguentou 24 minutos nessa situação. Mas isso não é nada se comparado com a baleia cachalote.

Ela é capaz de ficar duas horas debaixo d’água. Ela expele o ar a uma velocidade entre 300 e 500 km/h quando retorna para a superfície e inala a maior quantidade de oxigênio possível antes de voltar para a água.

Muitos podem imaginar que a baleia é capaz de fazer isso por ter pulmões imensos. Mas na verdade, ela consegue esse feito por conta do seu sistema circulatório, que consegue carregar uma enorme quantidade de hemácias, e por consequência, ela guarda bastante oxigênio (se comparado com outros mamíferos) e suas batidas do coração diminuem quando ela está mergulhando.

Fonte: Listverse



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com