Fake news sobre a Covid-19 já mataram 800 pessoas, revela estudo

0

A contaminação por coronavírus é um grande perigo, mas as informações falsas sobre a Covid-19 também. Um estudo mostrou que fake news causaram 800 mortes, aproximadamente, um número alto.

A pesquisa foi feita com cientistas do mundo todo e levou em conta principalmente o tipo de situação que circula nas redes sociais e aplicativos de mensagens, como o WhatsApp.

O estudo foi publicado no The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene e analisou postagens feitas entre dezembro de 2019 e abril de 2020, de pessoas de 87 países.

Entre todas as informações analisadas, os cientistas chegaram a conclusão de que 80% delas eram totalmente falsas e apenas uma delas foi responsável por 800 mortes.

A fake news em questão falava sobre o consumo de álcool altamente concentrado ou metanol. A ingestão dessas substâncias, segundo essa informação falsa, ajudaria a desinfetar o organismo, matando o coronavírus em pessoas já infectadas. Essa informação circulou em todos os países analisados.

O resultado foi que nesse tempo, 800 pessoas morreram após beberem metanol. Outras quase 6 mil foram hospitalizadas pelo mesmo motivo, sem consequências fatais, enquanto 60 perderam a visão devido ao efeito do álcool no organismo.

Outra informação falsa que circulou principalmente na Coreia do Sul, dizia que enxaguar a boca com água salgada poderia prevenir a contaminação por coronavírus.

Uma igreja local acreditou na mentira e borrifou a boca de fiéis com água do mar. O resultado foi mais de 100 pessoas com diversos tipos de infecção.

Dissecando as fake news

De acordo com o estudo, as fake news sobre Covid-19 se dividem principalmente em 3 tipos: rumores, estigmas (ou preconceitos) e teorias da conspiração.

Os rumores são os mais comuns e se tornam mais forte com a adição dos outros dois itens e é aí que uma informação falsa aparentemente inofensiva pode se tornar perigosa.

Os cientistas concluem o experimento pedindo para que os governos tomem posturas mais duras em relação a disseminação de informações falsas sobre a pandemia, já que as consequências podem ser realmente catastróficas.

Uma rede de fake news bem estruturada pode dificultar muito o combate a doença.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com