Covid-19: os problemas em não tomar a segunda dose da vacina

0

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 1,5 milhão de brasileiros tomou a primeira dose da vacina contra a covid-19, mas não voltou para a segunda.

Os dois tipos de vacinas que estão sendo aplicadas no país – Coronavac e AstraZeneca – só têm eficácia comprovada quando são aplicadas duas doses e essa falta pode ser um problema para a imunização a nível nacional.

A grande maioria das vacinas existentes contra a covid-19 no mundo depende de duas doses para que a imunização seja completa. A única exceção entre as que já estão em uso é a da Johnson e Johnson, que funciona com apenas uma dose.

No caso de todas as outras, não tomar a segunda acaba inutilizando a primeira, já que o corpo acaba ficando com informações imunológicas apenas parciais sobre o coronavírus, o que não garante nenhuma proteção.

Além disso, existe toda a questão social. Muita gente, ao tomar a primeira dose, não só deixa de tomar a segunda como também acredita estar em segurança, chegando a flexibilizar ou ignorar totalmente as medidas de segurança, como uso de máscara e álcool em gel, além do distanciamento social.

Todas as autoridades médicas alertam para o risco de que isso ajude a agravar ainda mais o quadro da pandemia no Brasil, que já é desesperador.

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, convocou a todos os que estão atrasados para a segunda dose a irem até os locais de vacinação. No entanto, há um prazo para que a imunização seja eficiente.

Prazo de validade no corpo

No caso da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo, em parceria com o laboratório Sinovac, da China, a segunda dose deve ser aplicada cerca de 2 semanas depois da primeira.

No caso da vacina da AstraZeneca, produzida em parceria com pesquisadores de Oxford, no Reino Unido, o intervalo é mais longo, com cerca de 3 meses.

Acredita-se que caso esses prazos sejam ultrapassados de maneira longa, a vacinação deve ser recomeçada, com o paciente tomando novamente uma primeira dose.

Isso garantiria a imunização de forma mais eficaz, mas o ideal é que os prazos sejam respeitados.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com