Radiação faz Europa, Lua de Júpiter, brilhar no escuro; entenda

0

Cientistas começaram a analisar novas informações sobre as luas de Júpiter. Uma delas, Europa, é capaz de brilhar no escuro por conta da radiação que vem do próprio Júpiter.

Ela é a menor dos satélites jupiterianos mais famosos, aqueles observados por Galileu Galilei, e vem sendo objeto de estudos por um bom tempo, por ter algumas características únicas, sendo essa uma delas.

De acordo com os pesquisadores do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa, nos Estados Unidos, Júpiter emite uma quantidade grande de radiação para os seus satélites.

No caso de Europa, o gelo em sua superfície acaba sendo bombardeado pelos elétrons jupiterianos e isso causa um brilho que já era notado anteriormente, mas cuja causa era desconhecida.

O brilho, segundo os cientistas, pode ser azul ou esverdeado, variando de acordo com a incidência de radiação no momento.

O gelo de Europa possui alguns tipos de sais específicos que colaboram para que essa coloração se sobressaia. Dessa forma, espera-se descobrir mais sobre elementos presentes no satélite que poderiam ser capazes de abrigar vida.

A partir do brilho e de suas variações de tom e intensidade, aliado aos dados da radiação emitida por Júpiter, é possível saber que tipo de sais e substâncias existem na superfície de Europa.

No entanto, não é a superfície da lua que tem chamado mais a atenção dos cientistas de um modo geral.

Descobrindo Europa

A lua jupiteriana Europa é o foco de uma missão da Nasa que deve ser executada ainda nessa década.

Intitulada Europa Clipper, a missão vai orbitar o gigante gasoso para descobrir mais informações a respeito de sua menor lua entre as mais famosas. Os cientistas querem saber mais sobre o que há debaixo da camada de gelo.

Sabe-se que existe por lá um imenso oceano de águas frias e com capacidade para abrigar vida.

O objetivo da missão não é exatamente procurar por provas de vida por lá, mas sim confirmar que Europa é um dos mais fortes candidatos do Sistema Solar a abrigar vida microscópica.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com