Vibranium: o metal dos filmes da Marvel existe na vida real?

0

Conhecido pela durabilidade e capacidade de armazenamento de energia, o Vibranium é um dos materiais mais poderosos nas histórias da Marvel. Há algo assim na realidade? Os cientistas afirmam que ainda não há nada tão poderoso quando o metal dos quadrinhos dos filmes, mas existem candidatos a substitutos que já foram criados ou que ainda estão por ser.

Segundo Yury Gogotsi, professor na faculdade de Ciência de Materiais e Engenharia na universidade de Drexel, Philadelphia, realmente não existe nenhum material conhecido com propriedades similares às do Vibranium, mas algumas dessas propriedades podem ser imitadas, ainda que em menor escala, através da engenharia de materiais. Ele cita compostos cerâmicos de alta complexidade usados em coletes à prova de balas e blindagem, que seriam mais duros do que qualquer metal.

Já Vincent Crespi, físico da Universidade do Estado da Pensilvânia, afirma que há algo próximo do Vibranium no que diz respeito a algumas propriedades. O carbeto de tungstênio é um metal de altíssima compressão, capaz de armazenar boa parte da energia resultante das compressões. Crespi afirma que já presenciou até mesmo um acidente em que um pedaço de carbeto de tungstênio explodiu devido à grande carga armazenada, o que fez com que a descompressão fosse brusca.

Dessa forma, fica claro que o Vibranium como vemos nos quadrinhos e nos filmes é totalmente fictício, mas suas propriedades não. Quem sabe isso não é um indício de que, no futuro, podemos ter algo parecido?

Veja também:   Arpanet: a rede de computadores que foi o embrião da internet

Rumo ao Vibranium

Crespi citou ainda outro estudo, que envolve o que ele chama de nanofios de diamante. Tratam-se de fios microscópicos formados por átomos de carbono organizados da mesma forma que nos diamantes, o que proporciona a lendária durabilidade das pedras preciosas. Só que esse material ainda não é útil.

Segundo o pesquisador, é impossível, ao menos por enquanto, construir uma “malha” a partir dos nanofios de diamantes, que tendem a se soltar ao invés de se unirem. Caso consigam, esse pode ser o primeiro passo para a criação de um material mais próximo ao Vibranium. Esperamos que a descoberta, caso aconteça no futuro, nos torne mais próximos de Wakanda, ao invés de pegarem todo o material e construírem um só escudo com ele.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com