10 tentativas de assassinato mostradas ao vivo na televisão

0

Existem muitos casos de assassinatos mundo afora que envolvem questões políticas. E líderes políticos, por consequência, costumam ter uma grade atenção da mídia. Por conta disso, em algumas ocasiões, muitas tentativas de assassinato na história acabaram sendo transmitidas ao vivo na televisão, para o choque da população.

Confira abaixo 10 tentativas de assassinato que foram mostradas ao vivo na televisão.

10) Ronald Regan

Em 1981, John Hinckley Jr. tentou assasinar o ex-presidente Americano Ronald Reagan. Mas tudo começou de uma forma bizarra: o autor desenvolveu uma obsessão pela atriz Jodie Foster e escreveu várias e várias cartas para ela.

Ao notar que foi rejeitado, Hinckley decidiu fazer o mesmo que Travis Bickle, protagonista do filme Taxi Driver: Motorista de Táxi: tentar cometer um assassinato político. Assim, ele atirou em Ronald Reagan e outras três pessoas em Washington. Milagrosamente, todos sobreviveram, apesar do secretário James Brady ficar paralisado por conta de um disparo que levou na cabeça.

E a tentativa foi capturada por diversas equipes de reportagens, que acabou sendo reproduzida em todo o planeta.

9) Hamid Karzai

Hamid Karzai é o atual presidente do Afeganistão e como você já deve imaginar, foi vítima de diversas tentativas de assassinato durante sua vida política. A mais notável delas ocorreu em abril de 2008, quando insurgentes atacaram uma parada militar que tinha a presença de Karzai.

Três integrantes do grupo Taliban usaram armas e até foguetes para atacar a parada militar. Karzai não se feriu, mas três pessoas morreram e 10 ficaram seriamente feridas. E tudo foi registrado ao vivo por câmeras de TV, que cortaram a transmissão após os primeiros disparos.

8) Mahmoud al-Mabhouh

Mahmoud al-Mabhouh era um comandante militar do grupo Hamas que foi morto em janeiro de 2010, supostamente por agentes da inteligência de Israel, o Mossad. O momento não foi capturado por câmeras de TV, mas sim pelas do hotel em que ele foi morto.

Veja também:   Sistema de rampas pode explicar mistério da construção das pirâmides do Egito

Em algo que parecia ter saído de um filme, as câmeras do hotel Rotana, em Dubai, flagraram toda a ação que resultou em uma das tentativas de assassinato mais famosas da história. Por conta disso, vários oficiais israelenses em várias partes do mundo foram presos, sob a alegação de que teriam contribuído para a morte de al-Mabhouh.

7) Ahmed Dogan

Ahmed Dogan é um político búlgaro que ficou famoso após um homem quase tirar sua vida durante uma tentativa de assassinato que foi mostrada ao vivo na TV.

Em 2017, durante um congresso de seu partido, um homem armado com uma pistola subiu ao palco e apontou a arma para Dogan. No entanto, ela falhou e o autor foi logo contido por seguranças. Ele ainda foi espancado pelo público antes de ser preso.

Apesar do susto, Dogan teria escapado dessa com vida mesmo se a arma tivesse funcionado. O motivo é que se tratava de uma pistola de gás, que tinha apenas cartuchos vazios. De qualquer forma, o autor está cumprindo pena de três anos e meio na cadeia.

6) Robert F. Kennedy

Não teve o mesmo impacto da morte de seu irmão, mas o assassinato de Robert Kennedy também chocou o mundo e aconteceu cinco anos após a morte de John F. Kennedy.

A morte de Robert também gerou uma série de teorias da conspiração, que teria o envolvimento até mesmo de agentes da CIA, que estavam no local do assassinato. Kennedy estava em campanha para ser escolhido como candidato democrata para as eleições de 1968 quando foi morto pelo imigrante palestino Sirhan Sirhan, que cumpre prisão perpétua até hoje.

Existem diversas gravações dos primeiros momentos após Kennedy ser atingidos pelos disparos que o mataram, além de um áudio com o momento em que Sirhan Sirhan atirou no então candidato á presidência dos EUA.

Veja também:   De imunidade a longevidade: 10 povos ao redor do mundo que têm ‘superpoderes’

5) Inejiro Asanuma

Inejiro Asanuma era o líder do partido comunista japonês e se mostrava a favor do partido comunista chinês. Por conta desses posicionamentos que eram considerados polêmicos, Asanuma foi morto durante a exibição de um debate político na TV.

Enquanto Asanuma falava sobre as eleições para o equivalente a nossa Câmara dos Deputados, que estavam chegando, o jovem Otoya Yamaguchi, de 17 anos, subiu no palco e usou uma wakizashi, uma espada curta, para atacar o político na região do abdômen, o que resultou em sua morte.

Toda a ação foi mostrada ao vivo em rede nacional, o que chocou muitas pessoas. Por conta disso, o partido comunista japonês foi extinto e recriado sob o nome de partido social democrata.

Algumas semanas após o ataque, Yamaguchi cometeu suicídio na prisão.

4) Jarallah Omar

Jarallah Omar era o secretário geral do partido socialista do Iemên e sempre foi um opositor do regime que tomou conta do país por muito tempo. Ele sempre teve um envolvimento na história tumultuada da nação árabe, pois já foi um prisioneiro político e lutou nas Guerras Civis do país, na época em que ele era divido em norte e sul.

Após fazer um discurso no congresso em 2002, Omar foi assassinado por um extremista islâmico, após levar dois tiros no peito. E tudo foi devidamente mostrado ao vivo em todo o Iêmen. O assassino, um homem de 26 anos, foi condenado à morte no ano seguinte.

3) Yitzhak Rabin

Uma das tentativas de assassinato mais famosas e controvérsias da história foi a do primeiro ministro israelense Yitzhak Rabin, que estava no cargo quando foi morto. Ele foi elogiado e criticado por seu envolvimento nos Acordos de Oslo.

Veja também:   'Invasão alienígena' de Orson Welles: a população acreditaria nessa história de novo?

Rabin estava envolvido em uma campanha a favor dos acordos quando levou três tiros de um nacionalista israelense chamado Yigal Amir. Não existe uma cobertura ao vivo do fato, mas o cineasta Roni Kempler fez um vídeo que mostrava os momentos após o primeiro ministro levar os tiros.

E esse vídeo ficou tão famoso que foi usado no julgamento de Amir, que foi considerado culpado pelo assassinato de Rabin.

2) Lee Harvey Oswald

Lee Harvey Oswald ficou famoso por ter sido considerado o responsável pelo assassinato do presidente americano John Kennedy. Por conta da extensa cobertura envolvendo a morte de JFK, o rosto de Oswald ficou famoso no mundo inteiro.

Dois dias após a morte de Kennedy, Oswald estava sendo levado para a cadeia, com uma ampla cobertura da mídia. Foi neste momento que um homem chamado Jack Ruby, dono de clube noturno, apareceu de repente e atirou no peito de Oswald.

E, claro, o momento foi registrado por várias câmeras de TV. Ruby conseguiu se livrar de cumprir uma pena pela morte de Oswald e morreu antes de ser julgado novamente.

1) John Kennedy

Entre todas as tentativas de assassinato citadas na lista, a mais famosa, com certeza, é a de John F. Kennedy, que foi morto na cidade de Dallas em 1963.

A cena em que Kennedy foi morto por Lee Harvey Oswald foi registrada por várias câmeras de TV e por pessoas que estavam por perto. Por conta disso, elas estão entre as gravações mais famosas da história da humanidade. Elas já foram usadas para a formulação de diversas teorias da conspiração.

Para se ter uma ideia disso, em uma enquete feita no ano de 2013, 61% dos americanos acreditam que John F. Kennedy foi vítima de um esquema de conspiração.

Fonte: What Culture



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com