Alergia a carne é transmitida por carrapato dos Estados Unidos

0

Uma espécie de carrapato nativo do Texas é responsável pela transmissão de uma doença incomum, a alergia a carne. Chamado carrapato estrela solitária (Amblyomma americanum), em alusão a bandeira do estado do Texas, pode picar animais e seres humanos.

A picada do estrela solitária é indolor. Ele pode ficar até uma semana grudado em sua vítima enquanto se alimenta do sangue, porém, o problema é maior que esse. Por motivos ainda não conhecidos, a picada do carrapato estrela solitária acaba reprogramando o sistema imunológico do indivíduo picado.

O sistema imunológico reprogramado passa então a rejeitar e atacar o carboidrato galactose-alpha-1,3-galactose, que está presente na carne bovina e também na carne suína. Essa rejeição ao carboidrato específico leva a uma reação alérgica muito severa, que pode levar até mesmo a morte, caso o indivíduo picado pelo carrapato consuma carne bovina e suína.

Segundo os médicos, a alergia a carne não tem cura.

Não só no Texas

Casos de alergia a carne provocada pela picada do carrapato estrela solitária já eram conhecidos no estado do Texas, mesmo sendo muito raros. Porém, o carrapato parece estar se espalhando pelos Estados Unidos.

Só em 2017, casos de alergia a carne já foram registrados nos estados de Minnesotta e New Hampshire, no norte dos Estados Unidos. Há também registros em Long Island, no estado de Nova York. Todos esses estados são distantes do Texas, que fica no sul do país.

  5 benefícios que o amor pode trazer para a saúde, segundo a ciência

Pesquisadores americanos também trabalham com a hipótese de outras espécies de carrapato também transmitirem a alergia à carne. Há casos registrados em países como Austrália, Alemanha, França, Suécia e Espanha, além de Japão e Coreia do Sul.

 



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com