Veja 30 curiosidades sobre a imigração

0

O número de pessoas que saem do seu país de origem para viver em outro cresce cada vez mais. A busca por uma melhor qualidade de vida, um emprego melhor, ou apenas, evitar ataques terroristas, forçam diversas pessoas ao redor do mundo à imigração, que muitas vezes, é ilegal. Confira 30 curiosidades sobre a imigração.

curiosidades sobre a imigração

Confira algumas curiosidades sobre a imigração

 

Maior número desde 51
Quase uma em cada cem pessoas em todo o mundo atualmente foi deslocada à força de sua casa, o maior número desde 1951.
A maioria muçulmanos
Em 2016, mais muçulmanos que cristãos refugiados entraram nos Estados Unidos, com 46 por cento dos refugiados se identificando como muçulmanos e 44 por cento se identificando como cristãos.
A primeira lei sobre imigração
Em 1819, o Congresso aprovou uma lei exigindo que os nomes, idades e ocupações de todas as chegadas aos Estados Unidos fossem registradas. Esta lei é considerada a primeira legislação significativa sobre imigração feita pelo governo federal.
Atravessar a fronteira é um dos casos
Estima-se que 40 a 50 por cento dos imigrantes ilegais residentes nos Estados Unidos não atravessaram ilegalmente a fronteira. Em vez disso, eles obtiveram vistos legais como funcionários, estudantes ou turistas e não voltaram para casa quando seus vistos expiraram.
Imigração ilegal desde 1940
Os altos níveis de imigração ilegal para os Estados Unidos começaram na década de 1940. A Segunda Guerra Mundial criou escassez de mão-de-obra, levando à criação, em 1942, do Programa Bracero, que importou trabalhadores do México com a intenção de devolvê-los ao país quando não fossem mais necessários. No entanto, mesmo depois que o programa terminou em 1964, muitos dos ex-trabalhadores entraram ilegalmente nos Estados Unidos para continuar trabalhando para seus empregadores anteriores.
O campeão de diversificação
O Reino Unido detém a população mais diversificada de imigrantes do mundo.
A baixa no número de bebês
Desde 2009, enquanto o número de imigrantes ilegais que entram nos Estados Unidos se estabilizou, o número de bebês nascidos de imigrantes ilegais diminuiu de cerca de 330.300 para 275.000.
Em inglês e alemão
Pouco depois da aprovação da Constituição, nos Estados Unidos, foi feita uma proposta para imprimir todas as leis federais em alemão e inglês, devido ao grande número de imigrantes alemães. Um voto na Câmara dos Deputados derrubou a proposta.
Prêmio para a França
Os imigrantes da França vivem em um maior número de países em todo o mundo do que os imigrantes de qualquer outra nação.
Parece que o jogo virou
Até a década de 1970, os imigrantes masculinos para os Estados Unidos superavam em número as mulheres imigrantes. Em 2012, as mulheres representaram um pouco mais de 51 por cento dos imigrantes nos Estados Unidos.
Medindo o nível de alfabetização
Tanto o presidente William Howard Taft quanto o presidente Woodrow Wilson vetaram leis que exigiriam que os imigrantes passassem nos testes de alfabetização para morar nos Estados Unidos.
Imigrantes LGBT
Estima-se que 904.000 imigrantes nos Estados Unidos hoje se identificam como LGBT.
Tudo para ser um cidadão austríaco
Qualquer pessoa que deseja tornar-se cidadão austríaco deve residir lá continuamente por um período mínimo de 15 anos e renunciar qualquer outra cidadania.
Opinião bastante mista
Em 2012, 33% dos adultos no México declararam que perceberam que a vida nos Estados Unidos não é nem melhor nem pior do que a vida no México, com 35% afirmando que a vida nos Estados Unidos era melhor do que no México.
Canadenses de fora
Desde 2010, pouco mais de 21% da população total do Canadá tem nascido no exterior.
Nada de imigrantes
A Dinamarca não é conhecida por acolher os imigrantes, com o Partido do Povo Dinamarquês de extrema-direita declarando em seu site, “A Dinamarca não é um país de imigrantes e nunca foi. Assim, não aceitaremos a transformação para uma sociedade multiétnica “.
Imigrantes e o Prêmio Nobel
Os seis Prêmios Nobel americanos de 2016 nas áreas de química, física e economia são todos imigrantes.
Nascimento de mulheres imigrantes
Embora o número de nascimentos nos Estados Unidos para mulheres nascidas no próprio país tenha diminuído desde 1970, o número de nascimentos para mulheres imigrantes nos Estados Unidos aumentou, significando que a população dos EUA aumentou desde 1970 devido ao nascimento de mulheres imigrantes.
Limite para os imigrantes
A Lei de Imigração de 1921 marcou a primeira vez em que um limite foi colocado não só sobre o número de imigrantes permitidos nos Estados Unidos a cada ano, mas também sobre o número de imigrantes permitidos de países individuais. Não mais do que 3 por cento do número de pessoas nascidas no estrangeiro de cada país, conforme registrado no Censo dos Estados Unidos de 1910, poderia ser admitido.
O livro escandinavo
Um único livro levou a um enorme êxodo escandinavo (Escandinávia é uma região localizada no norte da Europa) para os Estados Unidos. Ole Rynning, um homem escandinavo, escreveu A True Account of America for the Information and Help of Peasant and Commoner, que continha informações práticas, como quando plantar e conselhos sobre o combate ao enjoo causado pelo mar. O livro inspirou muitas pessoas em toda a Escandinávia à imigrar para os Estados Unidos, e muitas crianças escandinavas o usaram como seu primeiro texto para aprender a ler.
Saindo da Síria
Cerca de 60% da população da Síria foi deslocada de suas casas.
Os antepassados americanos
Estima-se que 40 por cento de todos os norte-americanos têm um antepassado que chegou nos Estados Unidos através da Ilha Ellis.
Uma ajudinha imigrantes
Em 2014, 17% da força de trabalho civil nos Estados Unidos eram de imigrantes.
Os principais países de imigrantes
De 2009 a 2013, cerca de 7,8 milhões de imigrantes não autorizados entraram nos Estados Unidos. Os cinco principais países de nascimento desses imigrantes foram México (56%), Guatemala (6%), El Salvador (4%), Honduras (3%) e China (3%).
Os menores imigrantes
Entre 2008 e 2015, cerca de 198.500 menores não acompanhados imigraram para a Europa, com 48 por cento deles chegando apenas em 2015.
Internamento de japoneses-americanos
Devido à intensa retórica anti-japonesa durante a Segunda Guerra Mundial, cerca de 120.000 japoneses-americanos foram forçados ao internamento sem acusações ou julgamentos.
Mandando embora do Japão
Em 2009, o Japão aprovou uma lei que ofereceu aos imigrantes latino-americanos desempregados US$3.000 e para seus familiares US$2.000 se eles prometessem retornar ao seu país de origem e nunca voltar a trabalhar no Japão novamente.
O primeiro chinês
A primeira imigração documentada da China para os Estados Unidos consistiu em um único homem chinês em 1820.
Os 3,3%
Em 2015, 3,3% da população mundial (244 milhões de pessoas) viviam em outro lugar que não era o seu país de origem.
Não confunda
Sendo classificado como um “imigrante” ou “emigrante” é apenas uma questão de perspectiva. “Imigrante” refere-se a uma pessoa que chega a um país, enquanto “emigrante” refere-se a uma pessoa que deixa um país.
Veja também:   De quanto café você precisa pra ficar de pé, segundo o exército dos EUA

 

FONTE



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com