Diabo-da-Tasmânia volta a ser introduzido em na Austrália após 3 mil anos

0

Há 3 mil anos, o diabo-da-Tasmânia estava restrito à ilha que dá seu nome. Agora ele está sendo reintroduzido na Austrália, em um grande esforço ecológico.

Uma das figuras mais famosas da exótica fauna australiana, o pequeno e enérgico marsupial serviu como inspiração para o personagem Taz, dos Looney Tunes, que traz muito de seu comportamento agitado e irritadiço.

Ao todo, 26 indivíduos foram soltos no Parque Nacional Barrington Tops, uma reserva ecológica que fica próxima de Sydney.

Foram escolhidos exemplares saudáveis e jovens, para que eles possam se reproduzir na próxima temporada de acasalamento, que deve acontecer em meados de fevereiro do ano que vem. Todo um estudo foi feito para analisar o impacto da chegada deles ao continente.

A presença dos diabos-da-Tasmânia não só não causa nenhum tipo de problema ambiental ou risco aos humanos, como também traz benefícios para a região.

Espera-se que ao se reproduzirem, eles acabem dando conta de alguns predadores não naturais. Além disso, essa reintrodução pode acabar salvando a espécie.

Atualmente, estima-se que existam apenas cerca de 25 mil diabos-da-Tasmânia vivendo na natureza. Essa queda considerável na população de uma espécie que já ocupou quase toda a Oceania tem duas razões.

A primeira delas é a chegada dos colonizadores europeus, que vieram trazendo dingos, cães selvagens que predavam os diabos-da-Tasmânia, além de todo o desmatamento das florestas. Mas esse não é o motivo mais perigoso.

Doença misteriosa

O diabo-da-Tasmânia é um animal que sofre com uma doença misteriosa, denominada apenas doença do tumor do diabo-da-Tasmânia.

Ela é facilmente transmissível entre os indivíduos e causa um câncer altamente letal. Estima-se que desde a década de 90, cerca de 90% da população original dos marsupiais tenha sido morta por essa doença.

Além de fazer uma reparação histórica, a reintrodução do diabo-da-Tasmânia na Austrália também serve como uma opção para salvar a espécie, considerada ameaçada de extinção.

A doença do tumor já está bem espalhada na ilha da Tasmânia, mas como os indivíduos introduzidos na Austrália são 100% saudáveis, podem dar origem a uma população totalmente livre do problema por lá.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com