Genética da imortalidade: é possível viver para sempre

13

Nós crescemos e aprendemos que vamos morrer um dia. Não vamos viver para sempre. A imortalidade é uma ilusão sonhada desde o início da história da humanidade.

Aprendemos, ainda, que a morte é a razão da vida. Aqueles que a buscam são destinados apenas a frustração e a tristeza.

Mas é verdade? Quanto mais aprendemos sobre genética, mais percebemos que é possível viver para sempre.

Por que envelhecemos?

Ao longo da vida, a divisão celular substitui as células mortas, a fim de mantê-las saudáveis. No interior das células, existem feixes complexos de armazenamento, conhecidos como cromossomos.

Dentro destes cromossomos estão a cromatina. Para o bem deste artigo, tudo que você precisa saber é que as cromatina contém o DNA que é o código responsável por muitas das características que possuímos.

Quando estes cromossomas se dividem, um centrômero os une temporariamente. Cada metade do cromossomo duplicado é chamado de cromátide, e no final disso está o telômero, uma coisa pequena que um dia pode tornar possível viver para sempre.

Ainda com a gente?

O telômero é a parte mais importante de todo o pacote. O telômero envolve cada crométide, evitando a degradação de uma célula durante a replicação. O problema é este: Quando as células se dividem, os telômeros começam a se quebrar. Nossos corpos não têm a capacidade de criar novos telômeros, e assim ao longo do tempo nossos cromossomos param de replicar com precisão. Isto faz com que ocorra o envelhecimento e impede a imortalidade.

Há outros fatores que ajudam a determinar o processo de envelhecimento, mas os telômeros são os maiores responsáveis por isso. Mantenha eles vivos e você vai viver para sempre.

Veja também:   Megalodon: os tubarões gigantes da pré-história ainda existem?

Imortalidade em Animais

Lagostas crescem até a morte. Por causa de doenças e predadores, elas nunca vivem para sempre. Os órgãos de tartarugas (você sabe, essas coisas que compõem um organismo) não se degradam. Como lagostas, elas poderiam, teoricamente, viver para sempre, se as doenças fossem erradicadas e elas fossem colocadas em um ambiente livre de predadores. Outros animais simplesmente se regeneram. Se você é um desses animais, mais uma vez, adivinhe: é possível viver para sempre.

Por que não os seres humanos? A resposta está no nosso código genético. Se aprendermos a manipular isso, vamos alcançar a imortalidade.

Imortalidade em humanos

Os animais são diferentes de seres humanos. Um bando de pessoas ao redor do mundo desenvolve uma condição genética rara que as impede de envelhecer. Evidentemente, a imortalidade biológica não é, afinal de contas, conto de fadas.

Sabemos que é possível viver para sempre, porque essas pessoas não crescem ou envelhecem. Naturalmente, os cientistas estão muito interessados nessa condição. Num caso, um homem americano, de 29 anos, tem o corpo de uma criança pré-puberdade. Em outro, uma mulher brasileira, de 31, parece não ser nada além de uma criança.

É possível viver para sempre, mas quão perto está a ciência?

Os pesquisadores passaram vidas estudando o assunto. Os cientistas têm aumentado, enormemente, a vida dos organismos, conferindo resistência a uma série de doenças que normalmente iria matá-los. Talvez o primeiro passo para o ser humano é, portanto, acabar com a obesidade ou erradicação de doenças cardíacas e o câncer.

Veja também:   Abelhas podem ser extintas - e isso é um problema enorme

Mas não queremos uma extensão; nós queremos um “para sempre”. Outros cientistas têm estudado alguns dos animais anti-envelhecimento e descobriram genes específicos associados com o envelhecimento. Acontece que os seres humanos mantem os mesmos genes. A fim de testar as teorias relacionadas aos genes em seres humanos, nós, infelizmente, precisamos aprender como fazer para desligar e ligar os genes. Os cientistas estão confiantes de que um dia vão ser capazes de fazer isso.

Sabemos muitas das razões pelas quais o envelhecimento ocorre. Todas elas têm a ver com o código genético e sabemos que, portanto, envelhecer é resultado de uma mutação genética presente na maioria das espécies. Os cientistas estão confiantes de que seremos capazes de passar por este obstáculo no futuro próximo.

É possível, sim, viver para sempre. Claro, ainda estaremos propensos a acidentes e, consequentemente, à morte. Mas nada que uma prescrição com nanotecnologia regenerativa ou o carregamento de nossas mentes em corpos de robôs não resolvam. O momento da nossa morte se tornaria muito mais indefinida.

Se é possível viver para sempre, se você optar por fazê-lo? Você acredita que a ciência vai descobrir a imortalidade, ou que ainda estamos perseguindo um conto de fadas?

Fonte: memyselfandrobot.com



Discussion13 Comentários

  1. A bíblia mostra que Jeová o Deus verdadeiro e originador da vida trará a imortalidade.Esse já era o seu propósito.
    Mais informações contacte uma Testemunha de Jeová.Apocalipse 21:4

    • E se um dia alguém precisar de uma doação de sangue? Se for depender de vcs TJ, essas pessoas já estão mortas, sem chance pra elas, tomara que nunca tenham que depender de algum de vcs pra isso….

  2. Gostei do canal =) ,Seria legal se o canal abordasse o tema como sobreviver ?

    exemplo: se um avião cai-se no deserto do Saara o que eu teria que fazer para tenta sobreviver ate o socorro chega!?
    ou no oceano perto de uma ilha o que eu teria que fazer nesta ilha para tenta sobreviver ate o socorro chega em um termo geral o que devo fazer se acontece algo que eu fique isolado ou ferido sem ajuda.

    Pensa um pouco na ideia ai ” Acredite ou Não”.

    Obrigado pelo seu trabalho!.

  3. Sim acredito que pode -se viver mais do que -se acredita mais mesmo assim nunca seremos imortais a nossa forma humana é muito fraca para os padrões de existência e imortalidade e um bocado de tempo

  4. No futuro próximo, teremos o novo sistema, onde o criador JEOVA DEUS diz “os justos possuíram a terra e viveram nela para todo o sempre” ou seja, eternamente.

    • até aqui esta crentaiadas chatas, vem dar palpite? qdo ficar doente, não vá ao medico, hospital etc, vá na igreja e deixa os outros em paz geovanela

      • aaaai nao pode acreditar em vida apos a morte,
        mas antes de nascer a gente tava morto

        mas quem faz kHda vai pro inferno s, tenha ctz

        dizem q ateus sao matematicos, “igualam a equaçao”

        antes da vida = nao existe
        depois da morte = nao existe

        antes da vida – depois da morte = 0

        pronto tem vida dps da morte

        f*ck you

  5. Acredito que um dia poderemos sim estender nossas vidas a um ponto ao qual poderemos chamar de certa forma de imortalidade, isso virá através da própria ciência, se ela buscar entender o próprio passado das grandes civilizações como a egípcia. A religião ou Deus algum não trará a imortalidade para este mundo imaterial se não pelas mãos do próprio homem. Adorei o artigo espero para ver outros semelhantes. ..

  6. Acho que o meu estes cientistas estão mais perto de criar um apocalipse zombie … E ai veem aquela parte da bíblia onde diz que os mortos voltaram a a andar sobre a terra 🙂
    HuehuehuehuHUhheuheuh

  7. Por que morremos?!
    Para aqueles que acreditam na veracidade da Bíblia aí vai:Os primeiros humanos, Adão e Eva, perderam a vida porque pecaram contra Deus. (Gênesis 3:17-19) Essa rebelião contra Deus só poderia resultar em morte, pois ele é “a fonte da vida”. — Salmo 36:9; Gênesis 2:17.

    Adão transmitiu o defeito do pecado a todos os seus descendentes. A Bíblia diz: “Por intermédio de um só homem entrou o pecado no mundo, e a morte por intermédio do pecado, e assim a morte se espalhou a todos os homens, porque todos tinham pecado.” (Romanos 5:12) Todas as pessoas morrem porque todas são pecadoras. — Romanos 3:23.

  8. Claudio Elias do Nascimento

    tenho muito medo sim quando o assunto é eternidade está tudo modernizando um dia quem sabe seremos imortal e vamos ver o arrebatamento ao vivo acontece que se um dia descobrir imortalidade vai ser muito caro porque só pra congelar um corpo é R$300.000

  9. Legal , poder viver para sempre, o problema é que nossos pensamentos com o tempo esquecemos (por isso os velhos tem memória fraca), logo depois de 200 anos nem vamos lembrar da época que fomos crianças, adolescentes, fase adulta… e depois de mais um tempo só lembraremos do momento recente, assim um ser humano de 800 anos só vai ter lembranças de 30 a 40 anos atrás

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com