Filhos: a ciência te oferece 5 boas razões para não tê-los

1

A decisão de ter ou não filhos é 100% individual. Independente do que você escolha, não interessa o que as outras pessoas pensem sobre isso.

Do lado daqueles que escolhem não ter filhos, geralmente rola um certo incômodo e bastante constrangimento quando o assunto vem à tona.

Nesses casos, a ciência pode ajudar aqueles que não querem ser pais ou mães com bons argumentos!

Confira:

1) Filhos estragam a relação do casal

“A vinda de um bebê pode unir ainda mais um casal” – MITO! Diversos estudos já chegaram à conclusão de que os filhos levam a uma piora no relacionamento dos pais.

O professor de psicologia Matthew D. Johnson, da Universidade Estadual de Nova Iorque, examinou décadas de estudos sobre os efeitos psicológicos de ter um filho. A conclusão? A taxa de declínio na satisfação com o relacionamento é quase duas vezes mais íngreme para casais que têm crianças do que para casais sem filhos.

Quando a gravidez não foi planejada a coisa é ainda pior, causando impactos ainda mais negativos para o relacionamento.

2) Filhos estragam seu sono

Não é novidade para ninguém que a chegada dos filhos impacta, negativamente, no sono do casal. Acontece que ter uma boa rotina de sono é essencial para a manutenção de uma boa saúde.

Dormir mal leva a um aumento no risco de doenças cardíacas, distúrbios mentais, reflexos lentos, enfraquecimento do sistema imunológico e muitos outros problemas.

3) Filhos diminuem seu salário

Dados da Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos Estados Unidos apontam uma realidade chocante: mulheres com filhos ganham 3% menos do que mulheres sem filhos.

Veja também:   O que deve ser feito caso seres humanos encontrem alienígenas?

Além disso, mulheres com filhos têm mais dificuldade para conseguirem empregos. Essa foi a conclusão de uma pesquisa da Universidade Cornell.

O estudo descobriu que, quando currículos idênticos são enviados, exceto por uma linha que indica que a pessoa é membro de uma associação de pais e professores, mulheres recebem respostas com a metade da frequência de suas colegas sem essa observação no currículo.

Isso fica ainda pior quando a gente lembra que criar um filho gera gastos exorbitantes para a família. Nos Estados Unidos, por exemplo, a média de custo para criar um filho até os 17 anos era de 233 mil dólares em 2015 – sem contar a educação superior.

4) Filhos não aumentam sua felicidade

Em uma pesquisa da Universidade Stony Brook (EUA), os cientistas vasculharam os dados de milhões de norte-americanos. Eles controlaram as mais diferentes variáveis, a fim de isolar apenas o efeito de ter filhos. Eles descobriram que, em termos de avaliação de vida, pessoas com crianças e sem filhos não são muito diferentes.

Já em outros países, as pessoas com filhos tendem a ser menos satisfeitos com suas vidas. África, América Latina, Oriente Médio e Sul da Ásia são consistentes com o achado de que as pessoas com filhos têm uma avaliação de vida pior. Sem os confortos e mimos de um estilo de vida de primeiro mundo, os filhos são um obstáculo definitivo no caminho da felicidade.

5) Filhos são anti-ecológicos

É isso mesmo! A decisão de não ter filhos é melhor para o planeta.

Veja também:   Coentro com gosto de sabão? Intolerância pode ter origem genética

Atualmente, a Terra já conta com mais de 7,5 bilhões de seres humanos em sua população. Pesquisadores acreditam que nossos recursos naturais, se continuarem sendo usados da forma que são, só serão suficientes para sustentar até 10 bilhões de pessoas.

Para evitar as ameaças de uma superpopulação, como fome em massa, por exemplo, o melhor é que os casais já parem de ter filhos por agora.



Discussion1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com