Illuminati: 10 fatos históricos sobre a misteriosa ordem

0

A existência de uma ordem Illuminati parece ser algo de extremo debate. Alguns afirmam que é apenas uma invenção de nossas cabeças, enquanto outros citam a Revolução Americana e os níveis concentrados de riqueza, como evidências do controle Illuminati sobre o destino da população mundial. Neste top 10 você descobrirá os principais fatos sobre a Ordem Illuminati.

10. Origem do Termo

illuminati-nova-ordem-mundial

Não há data exata de quando o termo “Illuminati” foi cunhado, mas há relatados de que ocultistas espanhóis começaram a usar o termo no final do século XV. Essas pessoas consideradas Illuminati foram alquimistas e magos que tinham um certo brilho, ou possuíam a “luz” da iluminação espiritual de um ser superior, conhecido como “Greatest Light”. Outros relatam que o termo se originou do dualismo gnóstico, um conjunto de crenças consideradas hereges pela igreja. Mas o que fica claro é que os Illuminati eram contra o modo de pensar da igreja e tentaram criar novos meios para prosseguir com a “verdade”, e assim, desafiando a ordem estabelecida.

9. Fundação da Sociedade Secreta Illuminati

adam-weishaupt

Os registros mostram que a fundação da Ordem Illuminati foi na cidade de Ingolstadt, na província alemã da Baviera, em 1° de maio de 1776 por Adam Weishaupt. Professor da lei religiosa, Weishaupt conseguiu fazer 5 membros da ordem Illuminati se tornarem cerca de 60 membros em cinco cidades diferentes, tudo isso por volta do ano de 1780. Usando seu conhecimento de outros grupos de misticismo, ele misturou o sobrenatural com o trabalho de fraternidade, em uma tentativa de tornar seus apelos ao republicanismo em uma causa mais interessante, do que simplesmente um grupo de reforma política. Uma das decisões mais inteligentes que Weishaupt tomou, foi a decisão de juntar os Maçons e adotar muitas classes e ordens. Todos os grupos prometem algo, e sabendo disso, Weishaupt disse a seus membros que a progressão através da Ordem traria uma comunicação especial de conhecimento oculto, isto é, habilidades e poderes especiais.

8. Adolph Francis, O Barão Von Knigge

adolf-francis

Documentos mostram que a Ordem Illuminati de Weisphaut não chamou muito atenção até ela conseguir atrair o interesse de Adolph Francis, o Barão Von Knigge. Francis era um mestre ocultista e tinha alcançado os níveis mais altos em outras sociedades secretas, incluindo os Maçons. Juntos, Weisphaut e Knigge conseguiram fundir o sobrenatural com a ambição da revolução política. Logo após o patrocínio do Barão Von Knigge, a Ordem Illuminati conseguiu uma adesão de 300 homens em todas as partes da Alemanha. Por volta de 1784, os Illuminati tinham subido para 3.000 membros, e a sociedade secreta parecia que estava à beira de assumir o controle de toda organização maçônica.

Veja também:   Google Earth 'encontra' homem desaparecido há 22 anos no fundo de um lago

7. O Conflito Illuminati

s.m.e.t.

Com a acensão veio a queda. A queda dos Illuminati começou com o conflito entre seus dois principais membros, Adam Weishaupt e Baron Von Knigge. Enquanto não se sabe exatamente o que causou a discórdia, em abril de 1784, Knigge deixou os Illuminati, assim Weishaupt assumiu como comandante supremo. Não só os Illuminati perderam seu prestígio com a saída de Knigge, mas Weishaupt também tinha que descobrir uma maneira de se reconectar com os membros desiludidos da ordem. Muitos membros que atingiram o nível mais alto dos Illuminati ficaram desiludidos, já que a comunicação sobrenatural que lhes foi prometido não veio. Muitos membros irados manifestaram sua discordância com o estabelecimento alemão.

6. Proibição das Sociedades Secretas

Carlos Teodoro da Baviera

A ordem de Weisphaut consistia dos mais altos níveis da sociedade alemã, e assim que eles perceberam que eram apenas peões em suas grandes ambições políticas, vários membros denunciaram a organização para a duquesa Maria Anna da Baviera. As notícias de que os Illuminati queriam trazer uma era republicana e derrubar a igreja e o paradigma estatal, rapidamente alcançaram o monarca bávaro, Carl Theodore. Logo depois, Theodore emitiu um mandato proibindo todas as sociedades secretas em suas províncias, e em 1785, foi decretado outro mantado que especificamente condenava os Illuminati. Com a Ordem Illuminati em perigo, Weishaupt fugiu para a província vizinha em 1785, e nunca mais se ouviu falar dele. Sua ordem no entanto, sobreviveu nos corações e mentes daqueles que viram a queda da monarquia para o republicanismo. E assim a Ordem Illuminati sobreviveu como um segredo.

5. Rito da Estrita Observância

The Secret School of Wisdom

Um dos aspectos que mais causavam curiosidade sobre os Illuminati, eram seus rituais secretos, e pode se dizer que eles de fato existiram. Weishaupt incorporou muitos elementos da tradição Maçom, e o Rito da Estrita Observância foi um elemento importante para a fusão das duas sociedades secretas. Os Illuminati e os maçons ainda são uma organização extremamente hierárquica com sete graus diferentes, onde membros tem que passar por: aprendiz, membro, mestre, mestre escocês, novato secular, cavaleiro e irmão leigo. Historiadores afirmam que a Estrita Observância era particularmente dedicada à reforma da Maçonaria, com especial referência para a eliminação das ciências ocultas, que na época foram amplamente praticadas em muitas lojas, assim como o estabelecimento da coesão e homogeneidade na Maçonaria, através da aplicação de rigorosas disciplinas e regulamentação de funções.

Veja também:   Marinha dos EUA reconhece vídeos de OVNIs como verdadeiros

4. Convento de Wilhelmsbad

convento-de-wilhelmsbad

É difícil não pensar no infame Conselho de Nicéia quando se lê sobre o Convento de Wilhelmsbad. Os membros mais elevados da ordem se reuniram para decidir sobre o futuro de sua organização e sobre como iriam manter os membros, assim que eles chegarem ao grau mais elevado da Ordem. Também junto aos trabalhos do Convento de Wilhelmsbad, foram os esforços para que a Ordem caminhasse em direção ao misticismo alemão. Outro tema que foi discutido e eventualmente rejeitado foi o da introdução de graus mais elevados de classificação.

3. Consequências do Convento de Wilhelmsbad

convento-de-wilhelmsbad-2

Infelizmente para Weisshaut, coisas muito pouco construtivas vieram do Convento de Wilhelmsbad, como por exemplo: regulamento sobre etiqueta, títulos, e uma nova numeração para as províncias. No entanto, o convento renunciou seu próprio mito de origem e afrouxou o controle rigoroso que tinha mantido a Ordem unida. Com muitos membros Illuminati atingindo o grau mais elevado, a diminuição do controle das lojas levou à fragmentação e insatisfação com a incapacidade de fazer o que foi prometido de inicio, que basicamente era conceder poderes superiores ao membros de grau mais elevado.

2. Igreja vs Estado

igreja-estado

Uma das razões pela qual a Ordem Illuminati está viva até hoje, foi seu apoio a remoção da monarquia e o triunfo do republicanismo, uma vitória que a burguesia ganharia décadas mais tarde. Adam Weishaupt era um professor de Direito Canônico e praticava filosofia na Universidade de Ingolstadt. Sua experiência como o único professor não religioso em uma instituição dirigida por jesuítas, moldou suas crenças, principalmente sua postura anti-religioso forte. Weishaupt esperava difundir os ideais do Iluminismo através de uma sociedade secreta de indivíduos, utilizando componentes místicos, não só para ganhar seguidores, mas também para tirar a igreja do poder.

Veja também:   Entusiastas de ETs se reúnem para 'invadir' a Área 51; veja imagens

1. O Olho da Providência

olho-da-providencia

Um dos símbolos mais conhecidos que vêm à mente quando pensamos nos Illuminati, é o Olho da Providência. Sua representação mais notável é na nota de 1 dólar, onde ele olha para baixo a partir do ápice da pirâmide. Normalmente cercado por raios de luz, o Olho da Providência é utilizado para representar o olho de Deus observando a humanidade. O símbolo tem suas origens em muitas culturas, que remetem à mitologia egípcia com o Olho de Horus. No entanto, a conexão do olho com o sistema de crenças da Divina Providência, não surgiu bem dentro da era cristã, especificamente na iconografia Renascentista Europeia, onde ele passou a representar a imagem explícita da Trindade cristã. Não é justo dizer que os dois não têm nada em comum.

O Olho da Providência apareceu pela primeira vez como parte da iconografia padrão dos Freemasons em 1797, com a publicação do livro “Freemason Monitor” de Thomas Smith Webb. Similar a tradição Cristã, na obra de Webb, ele também representava o olho de Deus que tudo vê e que observa os atos e ações dos maçons, referido na Maçonaria como o Grande Arquiteto do Universo. Na tradição Maçom, no entanto, o Olho da Providência tem um semi-circulo brilhante abaixo do olho, e às vezes o olho fica dentro de um triângulo. Muitas pessoas acreditam que o olho na parte de trás da nota de um dólar demonstra o papel do Illuminati na fundação dos Estados Unidos da América. Pouca evidências demonstram isso, mas inúmeras pessoas acreditam que Benjamin Franklin era um maçom confirmado, tendo escrito o primeiro livro Maçom nos Estados Unidos.

Illuminati: Segredos que vão mudar sua visão

Neste video do Acredite ou Não, você verá algumas pistas misteriosas sobre a ordem Illuminatti.

Fonte: toptenz



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com