‘Mente suicida’: livro ensina como ajudar alguém com tendências suicidas

0

O suicídio é um tema difícil de ser debatido. Terceira causa de morte entre adolescentes e jovens com idades entre 15 e 29 anos no Brasil (segundo dados da Organização Mundial da Saúde), o suicídio é tratado como um tabu para quem sofre e pensa em se matar, e também para seus familiares.

  • Confira uma seleção de livros em oferta. Entrega rápida e opções com frete GRÁTIS. Clica aqui!

Para a prevenção ao suicídio, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), criou o Setembro Amarelo, uma campanha nacional com várias ações.

O autor Licio de Araújo Vale lançou um livro sobre o tema, importante no apoio a quem sofre e também às famílias e escolas. A publicação oferece suporte e instrução didática para entender o que é o suicídio e como conseguir evitar que alguém se mate.

Mente Suicida

O livro ‘Mente suicida – Respostas aos porquês silenciados‘ joga luz sobre o problema e tenta responder algumas questões importantes, como o que é o suicídio, como preveni-lo, o que fazer quando se sente vontade de tirar a própria vida.

Além de como a família deve reagir quando perde um filho por suicídio e outras questões pertinentes, em um texto leve e de fácil entendimento, ilustrações e atividades de apoio.

A maneira como o livro foi construído o torna uma importante ferramenta de apoio de atividade didática, além de permitir aos educadores que identifiquem os alunos que estão passando por algum problema assim, e até mesmo evitem que cometam suicídio.

O livro dá dicas para identificar comportamentos suicidas, observando mudanças na maneira de agir, como quando a pessoa que comia muito, de repente, passa a saciar-se rápido, só pensa em dormir, vive triste e se enfastia com tudo.

Ou notar que a pessoa diz frases anormais, como “eu quero morrer”“eu vou me matar” ou até mesmo “vou fazer uma grande besteira”. Sempre dê a devida importância a atitudes que unam sinais de fala e mudança de comportamento.

O autor também fala sobre a depressão, doença que nunca deve ser subestimada. “Alguém pode estar sorrindo por fora e, por dentro, estar morrendo”, diz uma passagem da obra.

Além disso, o livro fala sobre como a religiosidade pode ajudar as pessoas deprimidas ou com tendências suicidas, assim como confortar as famílias que passam pela dor da perda de um filho que se matou ou mesmo de filhos que perderam algum dos pais.

Trata-se de um livro pertinente não somente durante o Setembro Amarelo, mas em todo o tempo, para que cada vez mais se identifiquem as tendências suicidas em casa ou na escola e possíveis suicídios sejam evitados.



  • Confira uma seleção de livros em oferta. Entrega rápida e opções com frete GRÁTIS. Clica aqui!
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com