Arqueólogos encontram 59 múmias de 2,5 mil anos no Egito

0

O governo do Egito anunciou a descoberta de 59 múmias intactas em sarcófagos, na necrópole da região de Saqqara. A idade delas é estimada em cerca de 2,5 mil anos.

A descoberta é a maior em vários meses e foi possível graças a retomada dos trabalhos dos arqueólogos no país após a paralisação por conta da pandemia de covid-19. Os corpos eram de sacerdotes e oficiais militares da antiguidade.

Todos os 59 sarcófagos estão expostos na necrópole de Saqqara e chamam a atenção pelo bom estado de conservação em que se encontram. As primeiras foram descobertas ainda em agosto, ao longo de três tumbas profundas que estavam sendo escavadas.

Além dos 59 caixões, os pesquisadores também encontraram muitas estátuas de uma divindade conhecida como Ptah Sokar, relacionada com a morte.

A maioria dos sarcófagos ainda preservam as cores com as quais foram pintados, protegidas por algum produto químico que envernizou e “selou” as peças contra as intempéries.

As múmias também estão conservadas em suas bandagens e adornos, bem com peças decorativas de ouro e inscrições.

De acordo com o Conselho Supremo de Antiguidades do governo egípcio, as múmias datam da 26ª dinastia do Antigo Egito, que reinou entre 664 e 525 antes de Cristo, no período conhecido como tardio.

Esses sacerdotes e oficiais viviam na antiga capital egípcia de Memfis e foram alguns dos últimos nobres sepultados com honras antes da invasão dos persas no Egito.

O período tardio

O chamado período tardio, época em que as múmias descobertas viveram, foi de grande importância para a região e marca o final do que conhecemos como Antigo Egito.

O país havia acabado de ser libertado do domínio dos assírios pelos reis da 26ª dinastia, que contaram com a ajuda de mercenários gregos. Foi nessa época que o Egito criou sua primeira força militar marítima.

No final desse período, o país foi invadido e dominado pelos persas, comandados pelo rei Cambises II.

Após décadas de revoltas e uma alternância de poder entre persas e nativos egípcios, o período tardio termina com o rei persa Mazaces entregando o Egito para as forças de Alexandre, o Grande.

A partir daí, começaria a dinastia conhecida como ptolemaica.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com