O que aconteceria com o mundo se os insetos desaparecessem?

0

Os insetos podem ser muito inconvenientes para os seres humanos. Mosquitos, formigas e baratas são só alguns dos animais que podem deixar algumas pessoas irritadas, amedrontadas ou até doentes.

Insetos são os animais mais comuns em nosso planeta. Já são mais de 1,5 milhão de espécies catalogadas – e olha que muitos ainda não foram descobertos –, um número três vezes maior que todos os demais animais combinados.

Em momentos de fúria, é comum pensar em como seria o mundo sem os insetos. Com base em uma simulação feita pelo site Livescience, o Acredite Ou Não te responde de que forma viveríamos sem esses animais. No entanto, dá para garantir que não seria nada legal.

Benefícios iniciais sem insetos

02-inseto

Caso os insetos desaparecessem da Terra, teríamos, obviamente, muitos benefícios iniciais. Nós, seres humanos, ficaríamos livres de picadas e suas consequências, como alergias e coceiras.

Doenças propagadas por insetos, que matam cerca de um milhão de pessoas por ano, acabariam. A mais letal é a malária, que causou 600 mil mortes em 2010, mas há males cuja incidência cresce de forma impressionante, como dengue e zika.

Agricultores não precisariam utilizar uma quantidade tão grande de agrotóxicos para proteger suas plantações. Não seria necessário, também, gastar dinheiro com inseticidas ou repelentes. Animais domésticos não sofreriam com problemas relacionados a carrapatos e pulgas.

Problemas permanentes

03-inseto

Os benefícios iniciais são incapazes de compensar os problemas permanentes que teríamos sem insetos em nosso planeta. Goggy Davidowitz, professor de biologia na Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, afirma que o mundo iria desmoronar sem esses animais. “Os contras superam as vantagens”, diz.

Veja também:   Katie Bouman: conheça a responsável pela 1ª foto de um buraco negro

Cerca de 80% de todas as plantas do mundo são angiospermas ou têm flores. Sem insetos, a reprodução seria diretamente afetada, pois a distribuição do pólen é, em sua maioria, feita abelhas, escaravelhos, moscas e borboletas, entre outros. A vegetação da Terra desapareceria sem esses animais.

Dessa forma, boa parte da alimentação humana ficaria comprometida, por depender de plantas com flores. A produção de frutas, legumes e grãos, como arroz e trigo, seria afetada. Também não haveria como alimentar vacas e frangos, outra parte da dieta de bilhões de humanos. (Veja também: 9 incríveis invasões de insetos)

Animais que se alimentam de insetos – os insetívoros regulares – também desapareceriam. Aves, peixes, répteis, anfíbios e até alguns mamíferos estão nesse grupo. Quem se alimenta dos insetívoros também corre risco de morrer, o que comprometeria a cadeia alimentar e o ecossistema.

A ausência de insetos predadores ou parasitas de determinadas plantas ou animais também prejudicaria o equilíbrio natural, visto que eles colaboram para controlar populações de outros tipos de pragas, como ervas daninhas.

Com o falecimento de animais, árvores e até de seres humanos, até a decomposição seria um problema. Insetos, ao lado de bactérias e fungos, são responsáveis por decompor matéria orgânica. Não haveria nem mesmo formas de produzir mel e seda.

Extinção não é tão irreal assim

04-abelha-inseto

A extinção de insetos não é algo fora da realidade. Abelhas selvagens têm sido dizimadas nos últimos anos e a comunidade científica está preocupada. Somente sem as abelhas, a raça humana seria extinta em quatro anos, estimam pesquisadores.

Veja também:   Área 51? Unicamp pode ter artefatos alienígenas e ETs vivos

Goggy Davidowitz, professor de biologia na Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, garante que o problema da falta de insetos no mundo não está tão distante da realidade atual. “Este fenômeno não é apenas um pensamento abstrato. Já está acontecendo”, afirma.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com