O que é o ‘sorriso’ fotografado pelo telescópio Hubble? Entenda

0

O telescópio Hubble fez uma imagem curiosa onde três galáxias parecem formar um rosto com um simpático sorriso. Mas o que exatamente está fazendo o universo sorrir para nós? A figura é formada pelas galáxias dispostas por coincidência naquela posição, mas o sorriso é resultado de algo chamado lentes gravitacionais.

A foto foi feita pelo Hubble em 15 de outubro de 2018 e mostra um aglomerado de galáxias denominado SDSS J0952 + 3434. Enquanto as duas que formam os “olhos” do rosto sorridente aparecem sem nenhuma distorção, a terceira, que seria a “boca”, aparece distorcida em um formato semelhante a um sorriso devido ao efeito das lentes gravitacionais.

Um comunicado divulgado pela Nasa e pela Agência Espacial Europeia explica melhor o fenômeno que causou a distorção na imagem. “A galáxia inferior em forma de arco tem a forma característica de uma galáxia que foi gravada em lentes gravitacionais – sua luz passou perto de um objeto massivo na sua rota até nós, fazendo com que ela se tornasse distorcida e esticada”, diz o texto. Veja a foto:

sorriso hubble

O equipamento do Hubble responsável por registrar a imagem é chamado de Wide Field Camera 3 e foi instalado em 2010. Sua principal missão é observar pontos no universo que possam mostrar como as galáxias se formam. Ainda não sabemos exatamente como isso acontece, mas o sorriso que o universo enviou como resposta, certamente é um bom começo.

Olhando para o infinito

O telescópio espacial Hubble é o responsável por algumas das imagens mais importantes que já obtivemos do universo. O projeto foi idealizado ainda na década de 40, embora sua construção só tenha sido concluída entre as décadas de 70 e 80. O lançamento ocorreu em 1990, a bordo do ônibus espacial Discovery.

Veja também:   Remela nos olhos: o que é e por que ela se forma?

As imagens captadas pelo telescópio, como é o caso do “sorriso” galáctico, abastecem quatro observatórios espalhados pelo mundo, criados especialmente para trabalhar com os dados do Hubble, em um programa denominado Grandes Observatórios Espaciais.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com