Pinturas rupestres podem ter sido feitas com privação de oxigênio; entenda

0

Algumas das pinturas rupestres mais antigas do mundo se encontram dentro de cavernas profundas. E isso pode ter sido parte do processo de fazê-las, como mostra um novo estudo do tema.

Em muitas dessas cavernas, principalmente quando se usa o auxílio de tochas para enxergar seu interior, a concentração de oxigênio diminui drasticamente, o que pode levar a alterações de consciência.

Há algum tempo sabe-se que muitos dos desenhos feitos em paredes de cavernas eram motivados por “viagens” induzidas por alucinógenos, mas agora acredita-se que antes mesmo dos efeitos das plantas e fungos serem descobertos, os artistas da pré-história já pintavam sob efeito da falta de oxigênio, que pode dar um “barato” tão grande ou até maior do que o uso de substâncias.

O arqueólogo Yafit Kedar, da Universidade de Tel-Aviv, em Israel, questionou a maior presença de pinturas rupestres no fundo dos grandes complexos subterrâneos.

Ele não entendia por que as pinturas não eram feitas mais próximas da entrada, onde poderia haver um pouco de luz natural. Ao refletir e pensar sobre os efeitos do ar ao longo da caverna, ele começou a montar esse quebra-cabeça.

O uso de tochas para iluminar o fundo das cavernas pode ter contribuído para que os níveis de oxigênio nas partes mais fundas caísse drasticamente.

Sem ter total noção disso, os artistas pré-históricos podem ter desenvolvido sua própria técnica para entrar em um estado de transe e fazerem as pinturas rupestres com base em alucinações e experiências extracorpóreas.

No sufoco

O que acontece é que em uma caverna profunda, basicamente o ar se divide em duas camadas. A mais baixa carrega o ar vindo do exterior, enquanto a mais alta faz o caminho contrário, com bem menos oxigênio.

Ao acender tochas e alterar a temperatura, essas camadas se misturam parcialmente, fazendo com que todo o ambiente tenha menos oxigênio.

Estudos mostraram que o nível de O2 no ar de uma caverna iluminada com fogo pode cair até cerca de 9% do normal, bem perto do nível que pode fazer uma pessoa perder a consciência.

E esse efeito aumenta conforme a profundeza da caverna. Existem pinturas rupestres localizadas a quase 1 quilômetro da entrada da caverna.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com