Doçura cósmica: conheça os chamados planetas de algodão doce

0

Os chamados planetas de algodão doce não são feitos de açúcar, infelizmente, mas isso não quer dizer que não existam. O nome tem relação com seu tamanho e massa.

Assim como uma enorme bola de algodão doce, esses planetas possuem um tamanho gigante, comparável aos maiores planetas do Sistema Solar, mas com uma massa bem pequena, pouco maior que a da Terra.

A densidade desses corpos celestes é tão pequena que foram os próprios cientistas que deram o apelido dos planetas de algodão doce.

Para ganhar essa classificação, o planeta precisa ter um tamanho no mínimo similar ao de Júpiter, o maior do nosso Sistema Solar, porém com uma massa não muito maior que a da Terra. É como se o planeta estivesse apenas “inchado”.

O número de planetas de algodão doce na galáxia é estimado em menos de 15, sendo um dos tipos mais raros, mas no sistema Kepler 51, localizado a 2,6 mil anos-luz da Terra, existem 3 exemplares.

Dois deles, denominados Kepler 51 b e Kepler 51 d, foram estudados. Os pesquisadores buscavam sinais da existência de água, mas acabaram descobrindo algo mais interessante.

Na verdade, nenhum traço de elemento químico foi encontrado no espectro de luz dos planetas, o que fez os cientistas concluírem que a condição de algodão doce tem relação com a idade da formação desses corpos e que eles devem passar por mudanças.

Fofinhos e novinhos

Os planetas de algodão doce são assim basicamente por serem ainda muito jovens, mas como isso acontece exatamente, ainda é um mistério.

O que se sabe até agora é que eles geralmente se formam nas partes periféricas dos sistemas solares, sendo assim mais frios. Com o tempo, eles podem até ir se aproximando da estrela principal, o que acarreta em mudanças.

A tendência é que esses planetas acabem perdendo a maior parte de suas atmosferas leves, que deve ser dissolvida no espaço. No caso do Kepler 51 b, por exemplo, é isso que vai acontecer.

Ele vai se tornar um planeta parecido com Netuno, bem menor, só que mais quente. O Kepler 51 d, por ser maior, vai só diminuir de tamanho, mas deve continuar sendo um planeta de algodão doce por um bom tempo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com