Teoria da Relatividade de Einstein é comprovada em galáxia distante

0

Até mesmo quem não entende quase nada de física já escutou a respeito da Teoria da Relatividade Geral, considerada uma das mais famosa já elaborada pelo físico Albert Einstein. E pela primeira vez na história, ela foi comprovada em uma galáxia distante da nossa.

Quando formulou a Teoria da Relatividade Geral, 1915, Einstein disse que os objetos conseguem deformar o espaço-tempo que está em sua volta, o que desvia qualquer luz que passa por ele. Mas esse fenômeno, conhecido como Lentes Gravitacionais, só pode ser observado em um objeto de grande massa, como uma galáxia.

A teoria formulada por Einstein já foi testada no nosso Sistema Solar e até mesmo em outras estrelas localizadas dentro da via Láctea, mas até agora, não foi possível observar o fenômeno em escalas maiores. Em outras palavras, em galáxias mais distantes.

Mas com o auxílio de um instrumento montado em um telescópio no Chile e do famoso telescópio Hubble, da Nasa, astrônomos conseguiram testar a Teoria da Relatividade Geral fora da Via Láctea.

O objeto de estudo dos pesquisadores foi a galáxia ESO 325-G004, que é uma das mais próximas da nossa (localizada a “apenas” 450 milhões de anos-luz do nosso planeta). Após observações, os astrônomos notaram que ela consegue distorcer a luz emitida por uma galáxia que está situada atrás dela.

Depois, os pesquisadores compararam a massa da galáxia com a curvatura do espaço a sua volta e logo notaram sua gravidade se comporta como o previsto pela relatividade geral de Einstein, comprovando sua existência fora de nossa galáxia pela primeira vez na história.

Veja também:   Oxigênio em excesso matou seres vivos na Terra, revelam estudos

“Com os dados botidos pelo MUSE (o instrumento usado no telescópio chileno), determinamos a massa da galáxia situada em primeiro plano, e com o Hubble, medimos a quantidade de efeito de lente gravitacional observado. Comparamos estas duas maneiras de medir a força da gravidade e o resultado foi exatamente o previsto pela relatividade geral, com incerteza de apenas 9%”, disse Thomas Collett, professor da Universidade de Portsmouth e um dos líderes do estudo.

A comprovação pode ser importante para outros modelos criados como alternativas para à relatividade geral formulada por Einstein, que surgiram como forma de ajudar a explicar a rápida expansão do nosso universo. De qualquer coisa, a descoberta mostra como que o físico realmente era um gênio e estava à frente de seu tempo.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com