10 canções famosas que são interpretadas equivocadamente pelos fãs

0

Nem seria preciso dizer que é necessário qualquer forma de inspiração para escrever qualquer tipo de canção, mas a ambiguidade de seu significado, que muitas vezes é utilizada de forma genial pelos artistas, é a melhor parte. Por conta disso, muitos fãs acabam interpretando essas canções de maneira equivocada, e cantam seus versos sem nem ter ideia do sentido que realmente possuem.

Confira abaixo 10 canções famosas que são interpretadas equivocadamente pelos fãs

10) Bob Dylan – Mr. Tambourine Man

Falso conceito: uma música sobre o site

Como evidenciado no filme Mentes Perigosas, essa canção de Bob Dylan é interpretada como uma ode as drogas que alteram sua mente, e que o Mr. Tambourine Man representaria o traficante de Dylan. O lado abstrato e surrealista da música lançou a ideia de que o LSD era responsável por alguns versos, mas o próprio Bob Dylan disse que começou a usar drogas após tê-la escrito.

Bob Dylan insiste que a canção nunca foi sobre drogas, mas sim uma forma de procurar inspiração. Ele diz que o Mr. Tambourine Man foi, de fato, inspirado no músico Bruce Langhorne, que tocou um enorme tamboril turco em uma de suas gravações.

9) Bryan Adams – Summer of ’69

Falso conceito: a autobiografia de uma banda

No verão de 1989, Bryan Adams tinha apenas 10 anos de idade. Já era o suficiente para imaginar que neste ano, Adams aprendeu a tocar violão, fez parte de uma banda e se apaixonou, como diversos rumores apontam.

  As curiosas sequoias gigantes da Califórnia

A nostalgia da canção não é inspirada por um ano em específico, mas sim pelo apreço de Adams por certa posição sexual. Segundo Adams, a letra da canção é sobre “fazer amor durante o verão.”

8) Queen – Bohemian Rhapsody

Falso conceito: Descreve a luta de Freddie Mercury contra a AIDS

Muitos consideram aquela que é considerada a principal canção já feita pelo Queen como uma forma de retratar a batalha do vocalista, Freddie Mercury, contra a AIDS. A letra sobre um homem que matou alguém e seu julgamento subsequente seria uma crônica dos sentimentos de Mercury sobre a doença e sua inevitável morte.

Os membros da banda, intencionalmente, nunca foram muito claros sobre o verdadeiro significado de Bohemian Rhapsody, mas Mercury já disse que se trata apenas de um “nonsense rítmico aleatório”, feito justamente para se encaixar na canção. Além do que, a epidemia de AIDS dos anos 80 surgiu alguns anos após o seu lançamento.

7) Police – Every Breath You Take

Falso conceito: uma doce canção de amor

Sem dúvidas, essa é a canção mais popular da banda The Police, e já foi tocada em diversos casamentos e pedidos de casamento, pois muitos acreditam que se trata de uma gentil canção de amor. Segundo o vocalista do grupo, Sting, Every Breath You Take é realmente uma música de amor, mas é muito mais “sinistra e feia” do que muitos imaginam.

  Neanderthais praticavam odontologia entre eles, revela estudo

Sting escreveu a canção durante o colapso de seu casamento, em meio a sentimentos como ciúmes e obsessão sobre a perda de sua amada. Ele afirma que sentimento de perseguição da letra foi inspirado pelo desejo de vigilância e controle que sentia durante seu divórcio.

6) Dave Matthews Band – Crash Into Me

Falso conceito: uma música de amor bem sexy

A representação leve e sincera de Dave Matthews nessa canção distrai seus ouvintes de algo que é, de fato, um pouco assustador. Matthews já admitiu que Crash Into Me é uma canção de amor, mas que foi escrita na perspectiva de um pervertido.

Sim, a canção é uma forma de celebrar as mulheres, mas de um ponto de vista voyeurístico, com o narrador, em um momento, literalmente parado na frente da janela de uma mulher, apenas para observá-la. Matthews diz, ironicamente, que escreveu a música como uma alternativa para ser preso.

5) Eagles – Hotel California

Falso conceito: uma canção para fazer adoração ao diabo

A natureza abstrata da letra de Hotel California já criou diversas interpretações com o passar dos anos. Uma teoria que se espalhou durante a década de 80 afirma que a música faz menção a um hotel que foi comprado por Anton LaVey, o fundador da Igreja de Satã.

A capa assustadora do álbum em que está presente, e versos como “they just can’t kill the beast” (“eles não podem matar a besta”) contribuíram para espalhar esse mito. Os membros da banda afirmam que a canção é uma forma, metafórica, de descrever os excessos dos Estados Unidos e da vida agitada de Los Angeles, que o grupo vivenciou.

  Você sabe como enxergam os daltônicos?

4) Bruce Springsteen – Born in the USA

Falso conceito: uma canção patriótica

Muitas pessoas já utilizaram Born in the USA, de Bruce Springsteen, de forma patriótica, incluindo aí muitos políticos, obviamente. Mas na verdade, a letra é uma forma de criticar o próprio país. Muitos americanos cantavam seu refrão durante jogos de beisebol e futebol americano, sem nem pensar sobre o que realmente se tratava.

A canção foi escrita como uma forma de responder ao impacto negativo da guerra do Vietnã nos americanos, mas o seu refrão patriótico é realmente muito grudento, o que fez muitos a interpretarem dessa forma.

De forma similar, Down Under, do grupo australiano Men at Work, é considerada patriótica, mas seus autores também afirmam que foi uma maneira de criticar o país.

3) Tom Petty – American Girl

Falso conceito: uma canção sobre suicídio

Uma lenda afirma que Tom Petty escreveu essa canção a respeito de uma estudante da Universidade da Flórida que cometeu suicídio, após pular da janela de seu quarto. Petty nasceu perto do local, e uma estrada que é mencionada em American Girl, de fato, passa ao lado da universidade, o que deu mais credibilidade a história.

Mas o próprio Petty já disse que tudo não passa de uma lenda urbana, e que a letra de uma de suas canções mais famosas foi inspirada nos sons que escutava da estrada que passava perto de seu apartamento, em Encino, na Califórnia, muitos anos após ir embora da Flórida.

  Dois copos de cerveja são melhores para curar dor que Paracetamol

2) Phil Collins – In the Air Tonight

Falso conceito: o testemunho de uma morte evitável

A letra sombria e difamatória dessa canção já gerou diversas interpretações equivocadas. Uma delas afirma que Phil Collins viu alguém se afogar de longe, e que uma terceira pessoa, que estava mais próxima, ignorou ou se recusou a ajudar. E chocado com o que viu, Collins teria condenado a apatia e covardia do indivíduo que não prestou ajuda.

Outra versão afirma que Collins encontrou essa pessoa em um de seus shows, e que quis cantar In the Air Tonight diretamente para ela. Nem é preciso dizer que Collins já afirmou que essa história é incorreta, e que a letra retrata a amargura e raiva que sentiu durante seu divórcio.

1) James Taylor – Fire and Rain

Falso conceito: uma namorada que morreu em um acidente de avião

O triste e apocalíptico refrão de uma das canções mais famosas de James Taylor fez muitos acreditarem que a música retrata a perda de sua namorada em um acidente de avião. Se interpretada dessa forma, o verso “sweet dreams and flying machines in pieces on the ground” (“doces sonhos e máquinas que voam em pedaços no chão”) seria uma referência ao acidente.

Mas segundo o próprio Taylor, a canção foi escrita com o passar do tempo, e lida com três diferentes aspectos de sua vida: a morte de uma amiga de infância, sua frustração com a música e o tempo que gastou em uma clínica de reabilitação. Esse verso mencionado acima faz referência a uma banda de Taylor que não deu certo, o que o deixou depressivo. E seu nome era The Flying Machine.

  As 10 maiores mentiras que os professores contam

Bônus: Beatles – Lucy in the Sky with Diamonds

Falso conceito: uma canção sobre o LSD

John Lennon afirma que escreveu a canção baseada em um desenho feito por seu filho, e não tinha ideia que as iniciais das palavras “Lucy”, “Sky” e “Diamonds” faziam referência ao LSD. A canção realmente parece possuir algum tipo de alucinação causada pelas drogas, mas Lennon sempre disse que essa nunca foi a intenção.

 

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com