10 cientistas que provaram a existência de Deus

4
página 1 de 10

Religiosos e ateus estão constantemente à espera de provas claras para confirmar ou negar a existência de Deus. A lista abaixo mostra teorias e testes realizados por cientistas de diferentes áreas que se destinam a demonstrar a existência de Deus, do céu e do inferno.

Fato ou ficção? Você decide!

Veja 10 cientistas que provaram a existência de Deus:

1. O cientista que cavou até o inferno na Sibéria e gravou os gritos de almas (1989)

almas queimando no inferno

Em 1989, uma equipe de cientistas russos que estava operando sob a direção do Dr. Azzacove perfurou um buraco que tinha nove milhas de profundidade em um lugar sem nome na Sibéria até romper em uma cavidade. Intrigado com esta descoberta inesperada, eles baixaram um microfone extremamente tolerante ao calor, juntamente com outro equipamento sensorial, para dentro do poço. Eles (supostamente) ouviram e gravaram os gritos atormentados de pessoas desesperadas. A segunda surpresa foi a alta temperatura que descobriram no centro da Terra, com cerca de 1100ºC. A conclusão foi que eles tinham aberto um buraco no inferno.

A história foi publicada pela primeira vez em 1990 pelo jornal Finlandês Ammennusatia, um jornal publicado por um grupo de cristãos de Leväsjoki, uma cidade no oeste da Finlândia.

Os tablóides dos Estados Unidos logo divulgaram a história, e arquivos de som com gravações dessas supostas súplicas das almças, e começou a aparecer em vários sites da Internet. Imediatamente, o Trinity Broadcasting Network (TNB) discutiu o clipe de som em seus canais evangélicos, proclamando que o clipe foi a prova definitiva da existência do Inferno.

Veja também:   Maior parte do oxigênio vem do oceano e não na Amazônia; entenda

Age Rendalen, um professor norueguês, ouviu a história na TBN, enquanto visitava os Estados Unidos. Desgostoso com o que ele percebeu ser ingenuidade de massa, Rendalen decidiu aumentar o conto às custas da TBN. Rendalen escreveu à rede, originalmente, alegando que ele não acreditava no conto, mas, no seu regresso a Noruega, supostamente leu um “relato factual” da história. De acordo com Rendalen, a “história” afirmou não só que o poço maldito era real, mas que uma aparição de morcego (a representação pictórica comum de demônios, como na obra de Michelangelo O Tormento de Santo António) tinha subido fora dele antes de explodir uma trilha através do céu russo. Para perpetuar a sua farsa, Rendalen deliberadamente mal traduziu um artigo Norueguês trivial sobre um inspetor de edifício local e apresentou tanto o artigo norueguês original e a “tradução” Inglês para TBN. Rendalen também incluiu o seu verdadeiro nome, número de telefone e endereço, bem como aqueles de um amigo pastor que sabia sobre a farsa e tinha concordado em expô-la a quem chamou busca de verificação.

Infelizmente, a Trinity Broadcasting Network publicou a história, sem contato com Renalden ou o pastor californiano, e a falsa história de apareceu na televisão, no rádio e em um grande número de publicações.

A história real é que a União Soviética tinha, na verdade, um buraco de quase oito milhas de profundidade, o Poço Superprofundo de Kola, localizado não na Sibéria, mas na península de Kola, que compartilha fronteiras com a Noruega e Finlândia. Após a conclusão do poço em 1989, algumas anomalias geológicas interessantes foram encontrados, embora eles não relataram encontros sobrenaturais. Temperaturas de cerca de 180 ° C, tornando a perfuração profunda proibitivamente cara. A gravação, no entanto, mais tarde revelou ter sido uma parte inteligente remixada da trilha sonora do filme Baron Sangue de 1972, com vários efeitos adicionados.

Veja também:   Morcegos vampiros estão consumindo sangue humano no Brasil; entenda

Continue lendo: clique em “Próxima página”

página 1 de 10



Discussion4 Comentários

  1. Acho que vocês deveriam respeitar , a experiência de cada um ,pois mesmo que tenha ocorrido fraldes, muitos sofreram experiências pós morte.

  2. Deus revelou o inferno aqueles homens para mostrar a verdade a eles. Isso se discerne espiritualmente. Há até coisas no céu que João viu que não poderia ser revelado ao ser humano justamente por causa de blasfêmias. O inferno existe assim como também o céu é real.

  3. Gente, confesso, vim ler por descargo de consciência… mas começou tão mal que desisti de ver as outras “provas”. Qual é a necessidade de forçar a barra? Crê pela fé, como o salto no escuro de que fala Kierkegaard; sem tentar justificar e legitimar a fé pela Ciência, tá ficando feio.

    • Você disse: “Gente, confesso, vim ler por descargo de consciência”. Interessante. Você acha mesmo que vai encontrar respostas no acrediteounao.com? Aproveite para ler “Como a Igreja Católica construiu a civilização ocidental”, de Thomas Woods Jr., a incompatibilidade entre ciência e fé é um espantalho.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com