5 Coisas que foram inspirações da vida antiga

1

Os nossos ancestrais eram mais ou menos as mesmas pessoas que nós somos hoje em dia, apenas com um pouco menos de tecnologia e ligeiramente com muitas pragas e doenças. E é por isso que as sociedades ao longo da história têm lutado com problemas que parecem surpreendentemente modernas aos nossos olhos, mas parece que tem sido isso a vida toda.

Lord Byron quando tinha 86 quilos
Lord Byron quando tinha 86 quilos

As celebridades da era antiga

Cada celebridade tem o seu regimente que segue o plano de dieta maluca em uma fútil tentativa de evitar os estragos da idade. Mas isso não é uma exclusividade de Hollywood. Lord Byron fez da dieta uma moda por volta do século XIX. Como um rico, bonito e poeta romântico, Byron foi a coisa mais próxima de uma estrela de rock em sua época.

Mortalmente preocupado em manter-se magro e pálido, uma figura, “vitoriana”. Ele fez uma dieta mais louca ainda. E você pode ter certeza que é mais louca que as dietas da Angelina Jolie. Byron começou a viver de biscoitos, água com gás e batatas encharcadas com vinagre. Por volta de 1816, ele foi passando a se alimentar de uma forma mais absurda ainda, com fatias de pão, pequenas quantidades de vegetais, água com gás, chá e suplementos de magnésio. Byron tinha dores extremas por causa da fome, então ele começou a fumar charutos e cigarros.

  Sexta-Feira 13 | Conheça outros significados do número 13

Essa dieta funcionou muito bem, na medida em que deram a ele a autêntica “talvez ele nasceu com isso, ou talvez seja apenas uma doença”. Sendo doença ou não ele emagreceu muito, ele pesava cerca de 84 quilos, e em 5 anos ele conseguiu chegar até 56 quilos. Quando ele faleceu seu corpo já estava com 16 quilos, talvez isso tenha sido o ocasionador do falecimento de Lord Byron.
Antigos atenienses processavam por qualquer provocação

Antigos atenienses processavam por qualquer provocação

Todo mundo tira sarro dos EUA por ser o pais que mais tem ação judicial, e esses atenienses vão processar até se o café estiver muito quente. Antigos atenienses foram totalmente detestados em toda a Grécia por sua tendência em processar qualquer um que provocavam eles.

Os atenienses eram tão inundados com ações judiciais que tinham um próprio termo chamado Sukophantai, (O bajulador). Como nos EUA hoje, eles foram completamente ridicularizados na cultura popular, e muitas pessoas acusam publicamente os seus adversários no tribunal de serem bajuladores, a fim de influenciar os jurados. Tecnicamente, os atenienses poderiam até mesmo processar alguém por ser um bajulador.

As ordens de ações judiciais absurdas foram parcialmente devidas a Atenas não ter quaisquer promotores públicos, designados á pessoas que não pudessem pagar por um advogado. Como resultado, qualquer cidadão pode processar em nome da cidade. Felizmente, os juris atenienses provavelmente não se importavam com tudo isso, e provavelmente os juris seriam pagos por cada caso dos atenienses.

  As 19 pessoas Mais Ricas do Mundo Antigo
Os anuncios de cerveja antigamente tinham ligações a sexo, iguais o de hoje
Os anuncios de cerveja antigamente tinham ligações a sexo, iguais o de hoje

Anúncios de cerveja são quase tão antigas quanto a escrita

Você já deve saber que os gladiadores romanos eram um bando de porta-vozes corporativos, e que andavam por aí alegremente vendendo diversos tipos de coisas. Mas, considere que o slogan da cerveja é “cerveja humilde”. Segundo o Antropólogo Alan D. Eames, um homem gloriosamente apelidado de “o Indiana Jones da cerveja” encontrou uma tábua na mesopotâmia, A tabua era de 4.000 A.C, e estava escrita a seguinte frase, “A cerveja com o coração de um leão”.

A tabua descreve uma mulher sem cabeça e com peitos Super gigantes segurando duas jarras de cerveja, antigamente as tavernas faziam isso por que na época o sexo sempre vendia mais, e hoje em dia é isso que acontece, um bom exemplo são os comercias que passam na TV. Antigamente as pessoas colocavam jarras de vinho nas tumbas dos faraós Tutancâmon com o seguinte slogan: “A Vida, prosperidade e saúde”

Já imaginou um transito de carroças?

Já imaginou um transito de carroças?

Tráfego de carroças loucas foi um problema na Roma antiga

O Tráfego da era Romana era uma inspiração insana pura de Moscou da era moderna, só que com menos câmeras e mais Spartacus. A Roma antiga era um famoso Free For All, todos contra todos, a cidade era cercada por vandalismo e terror, todas as ruas eram estreitas que mal cabiam uma carroça. Até os romanos ricos tinham que passar por esses locais para chegar em algum lugar. Os ricos tinham que contratar pessoas para empurrar suas carroças nas ruas, para tirar do caminho as pessoas que estavam atrapalhando sua passagem.

  Fordlândia: a cidade que Henry Ford construiu e abandonou na Amazônia

Claro que haviam regras e regulamentos, mas elas foram completamente ignoradas, e claro, que na época essas regras não se aplicavam a pessoas com dinheiro. Além disso, durante as noites, basicamente as regras eram como se não existissem, então pessoas nas ruas depois de escurecer poderiam fazer o que bem entender.

O barulho, agora esqueça todo o tráfego nas estradas estreitas da Roma antiga, agora pense em inúmeras carruagens e carroças navegando pelas ruas estreitas e sinuosas, animais fazendo barulhos, motoristas gritando e xingando uns aos outros, foi quase enlouquecedor. Foi tão ruim que os romanos mais ricos se mudaram para fora da cidade, ao invés de lidar com o tráfego e stress.

Até o rei pagava imposto para os banqueiros!
Até o rei pagava imposto para os banqueiros!

Todos os Aborrecimentos modernos financeiros também existiam há 5.000 anos atrás

Voltando à 3.000 A.C, os mesopotâmios na cidade de seus desenvolvidos mercados financeiros altamente sofisticados, comparáveis aos de hoje, usavam gramas de prata como moeda de troca. Eles tiveram que criar um sistema inteiro do zero. O primeiro problema que enfrentaram era que eles não tinham nenhuma maneira de cobrar seus contratos e empréstimos com dinheiro, já que eles estavam inventando ainda a escrita.

A questão seguinte foi descobrir a contabilidade, fazendo em discos de barros, com imagens nesses discos representando as mercadorias que foram vendidas. Os discos foram selados no interior de um recipiente de barro chamado de “bolhar”, em que os contadores rabiscavam o número da mercadoria e o tipo de mercadoria que foi vendida. Ao longo do tempo, a bolha começou a se tornar contratos financeiros oficiais.

  Veja algumas curiosidades sobre a Páscoa

Eventualmente, o sistema tornou-se ainda mais sofisticado, e os primeiros banqueiros começaram a criar fundos de investimentos aonde grandes capitalistas, governos e cidadãos comuns iguais a todos poderiam investir. Fazendo o distrito financeiro se expandir cada vez mais.

Tudo foi um inferno. O governo tentou regulamentar esses mercados, e isso não deu muito certo, devido ao conhecimento imenso superior dos banqueiros. Quando o governo impôs uma taxa de juros de 20%, esqueceram de especificar um período de tempo para o pagamento.

Ninguém estava imune a dívidas, até mesmo o rei devia dinheiro aos banqueiros. Isto provou ser um descuido de sua parte. Em 1788 A.C o rei finalmente pensou” oqueeee? Eu posso fazer o que eu quiser! E decretou que todos os empréstimos da cidade fossem anulados.

Discussão1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com