5 pessoas que processaram os próprios pais

0

Processar os próprios pais parece algo absurdo. No entanto, não há nenhuma lei em boa parte dos países do mundo que impeça qualquer pessoa de tomar esse tipo de atitude.

Os cinco casos abaixo são de filhos que, de alguma forma, se sentiram injustiçados por seus pais. Veja:

1) Fotos constrangedoras no Facebook

facebook

Na Áustria, uma moça de 18 anos de idade processou seus pais para impedir a publicação de mais de 500 fotos dela no Facebook desde 2009 sem a sua permissão. A jovem não teve o seu nome revelado por completo e é chamada somente por Anna.

Segundo a jovem, os pais publicam fotos de toda a sua infância no Facebook há sete anos e nunca perguntaram se ela estava OK com aquilo. “Eles não se importavam se era uma foto minha sentada no vaso sanitário ou deitada nua na minha cama – cada etapa foi fotografada e depois tornado público”, disse ela.

Anna afirmou, ainda, que só soube das fotos quando tinha 14 anos, quando criou seu perfil na rede social. Irritada e chateada, ela pediu a seus pais para que removessem as mais de 500 fotos dela, mas eles recusaram. Para ela, só restou o tribunal. O caso segue na justiça.

2) A mulher chamada “clamídia”

02-clamidia

Uma jovem de Baton Rouge, Estados Unidos, que mal havia saído de casa para morar sozinha, decidiu processar os pais. O motivo é o seu próprio nome: ela foi registrada como Clamidya, nome associado frequentemente à doença sexualmente transmissível (DST) clamídia.

A mulher, que enfrentou problemas psicológicos e de peso, disse que sobreviveu a 12 tentativas de suicídio em cinco anos. Ela revela ter sofrido bullying ao longo de toda a adolescência. O caso segue na justiça.

3) A trans de 48 anos que queria operar

03-trans

Uma transexual em Myrtle Beach, Estados Unidos, enfrentou seus pais em um tribunal em disputa por uma cirurgia de confirmação de gênero. A decisão de um juiz na Pensilvânia foi favorável ao procedimento médico.

Christine Kitzler, de 48 anos, foi inicialmente impedida de fazer a cirurgia quando seus pais apresentaram uma petição de emergência exigindo que seja nomeado um tutor para ela, alegando que ela era incapaz de tomar uma decisão do tipo.

Com isso, a decisão foi parar na justiça. E Kitzler venceu.

4) O homem de 25 anos que queria pensão

04-pensao

Na Espanha, os pais de um homem de 25 anos disseram que iriam parar de pagar a ele uma pensão de US$ 588 se ele não arrumasse um emprego. E o caso foi parar no tribunal.

O homem de 25 anos, cujo nome não foi revelado, disse que não poderia arrumar o emprego porque estava estudando Direito – mesmo que em um ritmo lento. Ele processou os pais, mas acabou perdendo: até o juiz ordenou que ele procurasse algo para fazer.

5) A líder de torcida que queria fazer faculdade

05-cheerleader

Uma líder de torcida que estudava em uma escola de Nova Jersey processou os pais. Ela os acusou de expulsá-la de casa quando ela fez 18 anos. Além disso, eles se recusavam a pagar uma faculdade para ela.

Rachel Canning entrou com uma ação pedindo ao tribunal para que seus pais custeassem uma faculdade para ela – matrícula, mensalidade, transporte e afins. Ela queria que os valores fossem pagos por pelo menos alguns meses.

Ela desistiu do processo após um juiz negar o pedido. Ela voltou a morar com os pais e conseguiu uma bolsa de US$ 56 mil para estudar na Western New England University.



Fonte parcial: Oddee.com

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com