O que aconteceria se um asteroide caísse na Terra?

0

A possibilidade de um asteroide cair na Terra sempre existe, embora seja uma preocupação que não tira o sono das pessoas. Mas como seria se isso realmente acontecesse hoje? Haveria algo a ser feito para impedir a colisão ou será que os vários filmes de ficção feitos sobre o assunto estariam certos? Só os dinossauros poderiam nos responder essas perguntas.

Esse tipo de desastre já aconteceu várias vezes e a única prova restante que temos dos impactos são as crateras espalhadas pelo planeta. O asteroide de grande porte mais famoso que se tem notícia foi aquele que caiu no México há 65 milhões de anos. O impacto levantou uma nuvem de poeira que cobriu a Terra por anos, causando uma era glacial e extinguindo boa parte da vida existente na época, como os dinossauros.

Um asteroide daquele tamanho que caísse na Terra hoje causaria basicamente o mesmo problema. A poeira levantada impediria que a luz do Sol chegasse à superfície terrestre e o globo esfriaria drasticamente com o passar dos anos. Novas extinções em massa seriam prováveis. Se o cenário é ruim, acredite, seria ainda pior caso o asteroide caísse no mar.

Em caso de impacto no oceano, além de todos os problemas de um impacto terrestre, teríamos ainda tsunamis de proporções absurdamente grandes, que varreriam muitos países do mapa. Além disso, uma grande quantidade de água salgada seria evaporada, causando um verdadeiro rombo na camada de ozônio.

Veja também:   Esse agrotóxico produzido no Brasil causa diminuição do órgão sexual masculino

O que fazer?

Alguns cientistas já pensam em formas de evitar o impacto de um asteroide na Terra. As teorias vão das mais absurdas, como pintar o asteroide de forma a fazer com o que o Sol superaqueça sua superfície e mude sua órbita, até o emprego de mísseis nucleares, que poderiam tornar a situação ainda mais complicada.

A medida mais plausível apresentada até hoje é o uso de explosivos não nucleares, que seriam mandados em uma nave “suicida”. A explosão poderia alterar a rota do objeto ou quebrá-lo em frações menores e menos perigosas. Há quem pense em rebocar a enorme pedra com uma ou várias naves, o que parece ser uma solução meio fictícia.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com