Cães selvagens na Austrália não são exatamente cães, mostra estudo

0

Em mais uma surpresa que só a fauna da Austrália poderia trazer, cientistas descobriram que os cães selvagens do país não são exatamente cães.

A quantidade desses animais espalhada pelas áreas de mata da região é enorme, e isso pode ser explicado pela análise genética feita recentemente, que mostrou que os cães selvagens australianos estão mais para dingos do que para cães.

Dingos são uma espécie de canídeo nativa da Austrália cuja classificação é debatida por muitos especialistas.

Enquanto muitos os colocam como um parente do cão doméstico, outros acreditam que sejam uma subespécie de lobo, ou até um canídeo separado desses dois. A questão é que os cães selvagens australianos são mais dingos do que qualquer outra coisa.

Isso foi mostrado na análise de DNA de 5 mil indivíduos. Desses, 33,7% eram na verdade dingos puros, enquanto 30,4% foram considerados “provavelmente dingos” com base nessas informações.

Outros 34,7% possuíam características genéticas de dingos, variando entre 50 e 75%, ou seja, são mais dingos do que cães.

Considerados os maiores e mais importantes predadores terrestres da Austrália, os dingos são nativos e estão se misturando com os cães selvagens em uma intensidade nunca antes vista.

Isso complica muito programas de contenção do número de cães selvagens promovidos pelo governo com o apoio de indústrias agrícolas, que pode comprometer o equilíbrio biológico australiano.

A importância dos dingos

Esses animais vivem de forma selvagem, embora tenham alcançado um alto grau de miscigenação com cães domésticos.

Isso criou um problema de cães selvagens na Austrália, que acabam prejudicando a agricultura e outros setores, mas sabendo agora que não estão de fato lidando com cães, deve mudar a forma como o país encara o problema.

O perfil de maior predador dos dingos lhes confere grande importância no ecossistema. Sua ausência ou drástica diminuição em algumas regiões já gerou o crescimento de vegetação considerada como “praga”, além de um aumento explosivo de outros animais que são presas dos dingos, como raposas e gatos selvagens.

Esses animais acabam sendo um problema ainda maior, pois caçam animais ameaçados de extinção, como coalas e marsupiais em geral.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com