Cientistas se surpreendem com fóssil de centopeia do tamanho de um carro

0

Foi encontrado no norte da Inglaterra um fóssil que intrigou os cientistas: trata-se de uma antiga espécie de centopeia, mas muito maior do que estamos acostumados.

  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Felizmente, o animal viveu há aproximadamente 326 milhões de anos, numa época em que a ilha da Grã-Bretanha ficava localizada na altura da linha do Equador e o planeta era bem diferente de hoje.

O fóssil foi encontrado em Howick Beach, na região da Nortúmbria, perto da fronteira da Inglaterra com a Escócia. Trata-se do registro em pedra de uma centopeia gigante, chamada de Arthropleura, que comia não só plantas, mas também outros insetos menores e possivelmente até alguns pequenos répteis e anfíbios.

Embora o fóssil tenha cerca de 75 cm de comprimento, o que já seria considerável para uma centopeia, estima-se que o corpo inteiro do animal tivesse quase 3 metros de comprimento, com um peso de cerca de 50 quilos.

Não é o primeiro registro da espécie encontrado, mas é certamente o maior e mais velho, antecedendo os dinossauros em cerca de 100 milhões de anos.

Os pesquisadores acreditam que o fóssil seja, na verdade, o registro de um exoesqueleto que a centopeia abandonou na beira de um rio e acabou ficando sedimentado na areia.

Insetos desse tamanho viviam no chamado período Carbonífero, onde atingiram tamanhos realmente impressionantes comparados com os insetos de hoje em dia, felizmente, bem menores do que isso.

Haja inseticida

Houve um período na história da Terra onde os insetos alcançaram dimensões gigantescas, por encontrarem um ambiente propício para se alimentarem e se reproduzirem.

Isso aconteceu nos lugares e períodos mais quentes, e algumas das espécies que viveram naquela época parecem saídas de verdadeiros filmes de terror para quem tem medo de insetos.

Caracóis, libélulas e até baratas ancestrais tinham tamanhos equivalentes aos de animais atuais de grande porte, como cavalos e rinocerontes, por exemplo.

Muitos também dispunham de exoesqueletos que eram verdadeiras armaduras, tornando-os praticamente indestrutíveis em combate.



  • Volta às aulas 2022! Antecipe as compras escolares em até 10x sem juros, até 55% de desconto e frete grátis! Clique aqui.
  • Amazon Prime: frete GRÁTIS, filmes, séries e mais por R$ 9,90/mês. Assine agora!

Deixe um Comentário

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com