Chineses fazem algodão brotar na Lua pela 1ª vez

0

No início deste ano, a sonda chinesa Chang’e-4 fez história ao pousar no chamado Lado Oculto da Lua, um feito considerado inédito. Mas além desse fato histórico, a sonda também foi a primeira a fazer brotar algodão no nosso único satélite natural.

Muitas plantas já foram cultivadas no espaço, em especial da Estação Espacial Internacional, e pela primeira vez, isso também aconteceu na superfície da Lua.

“Esta é a primeira vez que os seres humanos realizam experimentos de crescimento biológico na superfície lunar”, explicou Xie Gengxin, responsável por esse projeto.

Vale lembrar que experimentos dessa natureza são de extrema importância para viagens mais longas pelo espaço, como uma viagem para Marte, bem como para o futuro da exploração espacial.

Para que esse feito se concretizasse, os responsáveis precisaram criar uma espécie de biosfera em miniatura para que as sementes pudessem crescer. Elas estão dentro de um pequeno recipiente que contém ar, água, terra e nutrientes, itens mais que essenciais.

As sementes de algodão ficaram “adormecidas” durante a jornada da Chang’e-4 até a Lua. A ordem para regá-las e dar início a esse experimento só foi dada após o pouso da superfície do nosso satélite.

O experimento também tinha como objetivo ver como que a fotossíntese e a respiração das plantas funcionavam em condições tão extremas.

Veja também:   O que aconteceria se a Floresta Amazônica fosse destruída?

Para a felicidade de todos os envolvidos, um broto de algodão apareceu dentro do recipiente alguns dias após o pouso na Lua. E para mostrar como que foi um feito importante, outra sementes, como de batata e de uma planta na mesma família da mostarda, não germinaram até o momento.

Como dito no início, esse tipo de experimento é importante para o dia em que a humanidade tiver condições de iniciar sua exploração espacial. Xie Gengxin lembra que o algodão, por exemplo, é uma matéria prima para a fabricação de roupas. Já a batata, como já sabemos, seria fundamental para nossa alimentação em longas viagens.

No entanto, a felicidade dos responsáveis durou pouco: o broto mal germinal, mas infelizmente, já morreu.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com