Conheça a hacker que implantou 50 chips e ímãs no corpo para melhorá-lo

1

O transumanismo é um movimento filosófico e intelectual que tem como objetivo melhor a vida dos seres humanos por meio da tecnologia. E uma hacker escocesa, adepta do pensamento, está levando isso a sério: ela já implantou mais de 50 chips e ímãs no seu corpo, em uma tentativa de ampliar seus sentidos e conhecimentos.

Conhecida apenas como Lepht Anonym, a garota disse em entrevista a BBC que não se importa com os riscos e efeitos da prática, bem como a dor que sente com os procedimentos cirúrgicos amadores, mas que não aconselha ninguém a fazer o mesmo: “Prefiro sofrer com muita dor e adquirir conhecimentos do que evitar a dor e ficar sem esses conhecimentos.”, disse a garota.

50 cirurgias em quase 10 anos

Atualização em um dos chips implantados em sua mão (Foto: BBC Brasil / Reprodução)
Atualização em um dos chips implantados em sua mão (Foto: BBC Brasil / Reprodução)

Nos últimos anos, a hacker já passou por aproximadamente 50 procedimentos cirúrgicos para implantar microchips em seu corpo e imãs nas pontas de seus dedos. Sua primeira intervenção cirúrgica aconteceu em 2007, de forma bem amadora. Ela conta:

“Tudo o que fiz foi comprar um chip digital, um leitor, na web e instrumentos médicos esterilizados, um pequeno kit de operação.”

Desde então, ela não parou mais. Lepth Anonym colocou imãs nas pontas dos dedos, que são ativados por dispositivos externos. Segundo ela, isso lhe propicia “mais um sentido”, já que desta forma ela consegue “sentir” a distância entre suas mãos e objetos.

  Estudo aponta que piscinas públicas contêm, em média, 75 litros de urina

Pagamento sem cartão

segurando-cartão-crédito

O procedimento mais recente realizado pela hacker é bastante curioso: ela implantou um microchip na mão que lhe permite fazer pagamentos sem o uso de cartões.

“Vou fazer uma atualização de um dos microchips que já tenho. Ele (o microchip novo) pode fazer mais do que o velho. Então quero ver se os dados do meu cartão com o qual faço meus pagamentos podem ser copiados para o chip”, disse a garota.

A própria Lepth Anonym é quem faz o procedimento. Com todos os instrumentos esterilizados, ela faz uma pequena incisão na mão, e com a outra insere o microchip.

Logo em seguida, ela faz um teste para verificar se o microchip está funcionando corretamente. Ao aproximar sua mão da memória USB do seu computador, os dados de seu cartão aparecem, indicando o sucesso do procedimento.

Motivação da hacker

Apesar de alguma críticas que já recebeu, Lepth Anonym garante que faz isso com o intuito de acelerar a evolução da inteligência humana para além das atuais formas de limitação.

Ela relata todas as suas experiência em um blog, chamado Sapiens Anonym, que já recebeu mais de 600 mil visitas.

Texto por Augusto Ikeda, edição por Igor Miranda



Discussão1 Comentário

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com