Coronavírus pode atrapalhar o Carnaval no Brasil? Entenda

0

O coronavírus continua a se espalhar da China para o mundo e isso está acontecendo em uma época complicada. O Carnaval brasileiro está chegando e isso pode ser um grande problema.

A festa, em si, deve acontecer como em todos os anos, mas a aglomeração de pessoas, a alta temperatura dessa época do ano no Brasil e o surto da doença provocada pelo vírus podem ser uma péssima combinação.

Até o momento desta publicação, o Brasil ainda não registrou nenhum caso de coronavírus, embora algumas pessoas estejam em observação.

Cerca de 250 pessoas por dia chegam ao Brasil vindas da China, então mesmo que nada tenha sido oficialmente registrado até agora, existe a possibilidade da chegada do vírus ao país.

O médico infectologista do Instituto de Gastroenterologia de São Paulo (Igesp), Marco Antonio Cyrillo, explica como o Carnaval poderia ser um cenário perfeito para a disseminação do coronavírus.

“Tudo o que o vírus quer é alguém por perto para passar de uma pessoa para outra. No Carnaval, milhares ficam juntos, alguns em ambientes abertos, outros em ambientes fechados”, diz.

Um dos grandes problemas com o coronavírus é que ainda não se sabe exatamente sua capacidade de se espalhar e não existem muitos sinais sobre isso.

Na Alemanha, foi registrado um caso de um paciente contaminado, mas que ainda não apresentava sintomas da doença. Mesmo assim, ele conseguiu passar a infecção adiante.

Bloquinho do coronavírus

Os maiores carnavais do Brasil são também os locais com maiores possibilidades do vírus chegar e se espalhar.

Em 2020, o destino preferido dos turistas é São Paulo, cujos 796 blocos devem reunir 15 milhões de pessoas. As tradicionais festas do Rio de Janeiro e Salvador devem atrair 1,9 milhão e 800 mil pessoas, respectivamente.

Rosana Richtmann, médica infectologista do hospital Emílio Ribas, explica que uma pessoa pode infectar até 3 em média, o que torna os desfiles carnavalescos um verdadeiro parque de diversões para o vírus.

De qualquer forma, a taxa de mortalidade da doença é bem baixa, menor do que a da gripe comum, logo, não há motivo para alarme ou desespero.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com