31 preocupantes curiosidades sobre a obesidade

0

A obesidade afeta cada vez mais pessoas no mundo, e o número de crianças e jovens que estão adquirindo-a está crescendo cada vez mais. A obesidade acontece quando a ingestão alimentar é maior do que o gasto energético correspondente. Mas também há outros fatores, como genética, distúrbios e também drogas. Confira 31 intrigantes curiosidades sobre a obesidade.

curiosidades sobre a obesidade

Confira 31 preocupantes curiosidades sobre a obesidade

 

Mortes por obesidade
Mais de 300.000 mortes nos Estados Unidos por ano são atribuídas à obesidade. A obesidade fica em segundo lugar, estando atrás apenas de fumar, como uma causa de morte prematura nos EUA.
Mulheres, cuidado
A obesidade é conhecida por ser um importante fator de risco para o câncer de mama em mulheres pós-menopáusicas. Também pode determinar a taxa de crescimento das células de câncer de mama e o tamanho do tumor.
Trocando o 6 por meia dúzia
Mesmo os alimentos sem gordura podem ser ricos em açúcar. Em muitos casos, os fabricantes substituem as calorias de gordura com calorias de açúcar para que o alimento permaneça desejável para o paladar.
Cuidado com o prolapso vaginal
A obesidade pode esticar os músculos da região pélvica, o que pode enfraquecê-los, contribuindo para o prolapso vaginal (descida do útero para o interior da vagina).
Cadeirinhas maiores
Fabricantes de assentos de segurança para crianças começaram a fazer modelos maiores depois que um estudo recente mostrou que mais de 250.000 crianças dos EUA com 6 anos ou menos estão muito gordas para usarem os modelos padrão.
Excesso de peso no avião
Em 2000, as companhias aéreas gastaram cerca de US$ 275 milhões em 350 milhões de litros adicionais de combustível para compensar o peso adicional de seus passageiros.
Aumento drástico no consumo de açúcar
Cem anos atrás, uma pessoa consumia, em média, menos de 4,5 quilos de açúcar por ano. Hoje, uma pessoa consome em média, nos EUA, mais de 45 quilos por ano. Atualmente, a ingestão de açúcar representa 50% da ingestão de carboidratos de uma pessoa durante o dia. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 10% da dieta de uma pessoa deve vir do açúcar.
Os gordinhos venceram
A partir de 2006, havia mais pessoas no mundo com sobrepeso do que desnutridas.
Mortes por excesso de peso
Pelo menos 2,8 milhões de pessoas morrem todos os anos como resultado de excesso de peso ou obesidade. Embora uma vez associada com países de alta renda, a obesidade também está se tornando muito predominante em países de baixa e média renda.
O “pênis embutido”
A obesidade pode causar uma condição chamada “pênis embutido”, ou “pênis escondido”, em que um pênis de comprimento normal é embutido para abaixo da superfície da pele púbica ou dentro de sua própria pele excessiva do eixo. Esta condição pode causar outros problemas, incluindo infecções crônicas, repartição da pele e inflamação crônica.
Imagina agora
Globalmente, mais de 40 milhões de crianças em idade pré-escolar estavam com sobrepeso em 2007.
Mortes e mais mortes
A Obesidade e o excesso de peso estão ligados a mais mortes em todo o mundo do que questões de baixo peso.
Efeito colateral
A obesidade pode ser um efeito colateral de certos distúrbios, como a Síndrome de Cushing, hipotireoidismo, distúrbios neurológicos (danos ao hipotálamo) ou drogas (esteroides, medicamentos antipsicóticos ou antidepressivos).
Acúmulo de gordura
A obesidade é o acúmulo anormal de gordura corporal, geralmente 20% ou mais sobre o peso corporal ideal de um indivíduo. A obesidade está associada a um aumento no risco de doenças, incapacidade e morte.
As mães e a obesidade
As mães mais velhas oferecem mais chance de obesidade aos filhos do que as mães jovens.
Os genes “econômicos”
Genes “econômicos”, ou genes que ajudam a converter o excesso de calorias em gordura, agora estão contribuindo para a obesidade. Aproximadamente 90% dos afrodescendentes têm os genes “econômicos”, cerca de 50% dos asiáticos os têm, e cerca de 20 a 35% dos europeus também os possuem.
Alta chance de obesidade
Se os pais de uma criança estão com sobrepeso ou obesos, a criança tem 80% de chance de ficar acima do peso também.
Poluição também ajuda
A poluição pode ser uma causa para a obesidade. Ela afeta os hormônios que controlam o peso.
Tudo está ligado
A obesidade está ligada a pelo menos 15 condições médicas, incluindo osteoartrite, câncer, doenças cardiovasculares, hipertensão, dor articular, derrames e resposta imune prejudicada.
Perdendo na economia
A economia dos EUA perde cerca de US$ 270 bilhões anuais em custos de assistência médica e perda de produtividade associada a obesidade e trabalhadores com sobrepeso. A obesidade também resultou em 39 milhões de dias de trabalho perdidos.
Insatisfação sexual
Homens e mulheres obesos relataram ser significativamente menos satisfeitos sexualmente do que a população em geral.
Religião e obesidade
Um estudo realizado pela Universidade Northwestern descobriu que os adultos que compareciam frequentemente nas atividades religiosas eram significativamente mais propensos a tornarem-se obesos do que aqueles que não.
Muito cuidado
Alimentos ricos em gordura e açúcar podem sobrecarregar o sistema de recompensa do cérebro, que pode dominar a capacidade do cérebro de dizer a um indivíduo quando parar de comer. A droga Rimonabanto, que reduz o desejo de fumar, também pode reduzir o desejo de alimentos, mas tem perigosos efeitos colaterais.
Para quê pressa?
Uma maneira de combater a obesidade é comer devagar. O cérebro leva cerca de 20 minutos para sentir que uma pessoa está cheia.
O estresse pós-traumático
Mulheres com transtorno de estresse pós-traumático são mais propensas a terem sobrepeso ou obesidade do que as mulheres sem a condição. Uma a cada nove mulheres terão transtorno de estresse pós-traumático em algum momento de sua vida, que é duas vezes mais frequente que os homens.
Troféu para o México
Em 2013, o México ultrapassou os Estados Unidos como a nação mais obesa. Em geral, 32,8% dos adultos mexicanos são obesos, em comparação com 31,8% dos adultos americanos.
Problemas com a obesidade infantil
A obesidade infantil afeta a auto-estima, que pode afetar o emprego e o ensino superior mais tarde na vida. Além do estigma social, a obesidade infantil tem sérias consequências para a saúde.
Condições em ascensão em crianças
Devido à obesidade infantil, a depressão, diabetes, asma, cálculos biliares, doenças ortopédicas e outras condições relacionadas à obesidade, estão todos em ascensão em crianças.
Más notícias
Aproximadamente 30 a 50% das crianças nascidas em 2000 desenvolverão diabetes mellitus tipo 2, uma das principais causas de cegueira evitável, insuficiência renal, doença cardíaca, acidente vascular cerebral e amputações.
Obesidade em crianças
A obesidade está se tornando a principal causa de cirrose hepática e insuficiência hepática em crianças.
Vários fatores
A obesidade é tipicamente causada por vários fatores, incluindo excesso de consumo de alimentos, falta de exercício e genética.
Veja também:   Muco de enguia pode ser biomaterial importante no futuro; entenda

 

FONTE



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com