Indianos recorrem a ‘deusa corona’ para frear pandemia de covid-19

0

Com mais de 1 milhão de casos de covid-19, a Índia é um dos países que mais sofre com a pandemia de coronavírus. É aí que entra a espiritualidade desse povo famoso por sua religião ancestral.

A parte da população que segue o hinduísmo passou a prestar homenagens e fazer oferendas para uma deusa corona, com a intenção de acalmá-la, o que faria com que a pandemia fosse diminuída, ou acabasse.

De acordo com a imprensa do país, o culto a essa nova deusa, chamada de Corona Mai, começou por volta do mês de junho de 2020, na região em volta do lago Chinnamasta, no estado de Bengala Ocidental.

Um santuário foi erguido para a deusa na beira do lago e lá são realizados os cultos e oferendas, dos quais apenas mulheres participam.

As cultistas abrangem todas as idades e acreditam que a deusa Corona Mai precisa ser acalmada. Dessa forma, a covid-19 será erradicada de toda a Índia, onde já começa a fazer um grande estrago.

O país é o segundo mais populoso do mundo, famoso por suas grandes metrópoles com trânsito e transporte público caóticos, o que significa aglomeração e, com isso, mais facilidade de disseminação do coronavírus.

As oferendas e rituais são feitos respeitando as normas de distanciamento social, evitando as aglomerações e com o máximo de higiene possível. Para os hindus, cada molécula ou micro-organismo possui propriedades divinas. E com o coronavírus não seria diferente.

Criar, manter e destruir

A deusa Corona Mai está sendo venerada como um aspecto ou variação da deusa Kali, que por sua vez é a manifestação mais violenta do deus Shiva, no hinduísmo.

Entender a filosofia básica dessa religião tão antiga ajuda a compreender porque o vírus se tornou objeto de divindade por lá.

Na religião hindu, existem três deuses principais, com várias manifestações, que podem ser referidos como a Trimurti, uma espécie de trindade.

São eles Brahma, Vishnu e Shiva, que correspondem à criação, a manutenção e a destruição do mundo, para que algo novo possa surgir.

Isso significa um ciclo eterno, onde a destruição não é vista como maléfica, mas necessária. O coronavírus, na forma da deusa Corona Mai, seriam agentes da destruição, significando que o futuro promete trazer coisas boas e novas para todos que sofrem com a pandemia no momento.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com