Eclipse Solar recente cria efeito de onda na atmosfera da Terra

0

Além de ter chamado a atenção de todo o planeta, especialmente dos americanos, o Eclipse Solar que ocorreu no último mês de agosto também causou um efeito diferente que nenhum de nós percebeu: segundo um estudo divulgado recentemente, a sombra da Lua viajou tão rápido que criou ondas na parte superior da atmosfera da Terra.

Antes de falarmos sobre a descoberta, vamos te relembrar que durante um Eclipse Solar, a Lua passa por entre a Terra e o Sol, o que cria um efeito de sombra em partes do planeta.

Desde a década de 70, cientistas suspeitam que essa sombra criada pela Lua, que viaja a velocidades supersônicas, pode criar ondas na chamada ionosfera, a camada superior de nossa atmosfera, que está entre 60 e 500 km de altitude e possui grandes cargas de íons e elétrons. E agora, a ciência foi capaz de provar que isso realmente acontece.

A suspeita surgiu após muitos pesquisadores perceberem que quando a Lua se coloca entra a Terra e o Sol, ela bloqueia a energia solar e resfria, rapidamente, a área abaixo dela. Mas como a sombra se move rapidamente, qualquer coisa no caminho acaba se reaquecendo de forma rápida.

É essa mudança repentina na temperatura que causa a geração dessas ondas na ionosfera.

Shun-Rong Zhang, professor do Massachussetts Institute of Technology (MIT) e principal autor desse estudo, afirmou que o Eclipse Solar de agosto foi uma ótima oportunidade de observar esse fenômeno, que era até então apenas especulado.

Ele e sua equipe utilizaram uma rede de 2 mil sensores, espalhados pela América do Norte, que recebiam sinais de satélites a partir do Sistema De Satélites de Navegação Global (GNSS, na sigla em inglês). Eles foram escolhidos justamente por estarem no caminho da sombra gerada pelo Eclipse Solar.

Veja também:   Sonda da Nasa chega ao objeto mais distante já explorado pelo homem

Durante o evento, esse sensores, que podem fazer medidas extremamente precisas, coletaram informações sobre o movimento de elétrons na parte superior da atmosfera. A partir dessa medições, os cientistas notaram pequenas pertubações na ionosfera terrestre em forma de ondas, bem semelhantes com o que acontece com a água enquanto um navio se movimenta, e possuem um formato de flecha.

Além disso os pesquisadores encontraram as chamadas ondas de popa, que receberam esse nome justamente por conta da parte traseira de barcos. Ou seja, o resultado dessa pesquisa mostrou que a sombra da Lua, em um Eclipse Solar, cria um efeito de onda na ionosfera semelhante com a passagem de um barco pelo água.

Elas eram largas, com 10 graus de longitude e de latitude, além de se moverem a uma velocidade de 300 metros por segundo e terem uma duração de quase uma hora, afirmou Zhang.

E pode ficar despreocupado, pois elas não são perigosas. “É um objeto, principalmente, de interesse científico”, complementou Zhang.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com