Como empresas podem roubar sua foto no Desafio dos 10 Anos

0

E a mais nova brincadeira do momento é o chamado Desafio dos 10 Anos, em que pessoas, incluindo celebridades, instituições e até mesmo autoridades, fazem fotos comparativas delas mesmas em um intervalo de 10 anos, entre 2009 e 2019. No entanto, sabia que empresas podem estar roubando suas fotos para lucrar com isso? Entenda mais abaixo.

A brincadeira do Desafio dos 10 anos já se espalhou pelo Facebook e Instagram. A hashtag #10YearsChallenge já foi usada mais de 3,5 milhões de vezes na segunda rede social. Mas esse alerta serve, principalmente, para o momento em que o desafio deixar de ser popular.

Quem o faz é Kate O’Neill, uma especialista em estratégias digitais. Em artigo que escreveu para a revista Wired, ela comentou sobre como as empresas de tecnologia podem se aproveitar o Desafio dos 10 Anos e ainda lançou a possibilidades delas terem criado a brincadeira para conseguir dados de muitas pessoas.

O motivo disso? Sabemos que as empresas do ramo estão investindo no sistema de reconhecimento facial, que está se tornando muito comum em smartphones, por exemplo.

Já Anil Jain, da Universidade de Michigan, diz que o Facebook e o Google, por exemplo, tem o costume de rastrear o que acontece nas rede para “alimentar’ a inteligência artificial de seus robôs.

“É só uma brincadeira. Mas no processo, estamos fornecendo uma informação valiosa e etiquetada. É uma forma inteligente de coletar informação”, explicou, em entrevista para a BBC.

E não são só as empresas de tecnologia que podem se beneficiar desse “roubo” de informações do Desafio dos 10 Anos. Ainda de acordo com O’Neill, a ideia seria fazer publicidade dirigida: se os sistemas fazem o reconhecimento do rosto da pessoa, uma empresa de cosmético pode oferecer produtos baseados nessas características.

Com essas especulações, o Facebook já se manifestou sobre o Desafio dos 10 Anos, e garante que foi uma pessoa que deu início ao desafio e que a empresa não possui relação nenhuma com o início da brincadeira.

Mas saiba que ainda pode existir um lado positivo nessa história. A tecnologia de reconhecimento de face pode ser usado para encontrar crianças e pessoas desaparecidas, por exemplo, já que o sistema consegue prever o envelhecimento de pessoas.

De qualquer forma, se você se preocupa com essa questão, basta fazer uma coisa muito fácil. “Se está preocupado com sua privacidade, não participe”, lembrou Anil Jain.



Veja também:   Mulher mais velha da história mentiu sua idade, diz pesquisador

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com