Astronautas descobrem onde é o vazamento de ar na Estação Espacial

0

Os três astronautas que se encontram na Estação Espacial Internacional (ISS) descobriram de onde vem o vazamento de ar que foi detectado recentemente.

Na verdade, eles trabalharam em conjunto com as equipes terrestres da Nasa e da Roscosmos e conseguiram descobrir em qual módulo o vazamento está, mas não exatamente o ponto por onde o ar está vazando da estação.

Na noite de segunda-feira, o astronauta Chris Cassidy e os cosmonautas Anatoly Ivanishin e Ivan Vagner conduziram uma experiência onde fecharam todas as conexões entre os módulos da Estação Espacial.

Em cada um desses módulos foi utilizado uma ferramenta descrita como um detector de vazamentos ultasônico, que consegue detectar sons inaudíveis que denunciam por onde o ar vaza.

Embora o ponto exato ainda seja desconhecido, eles sabem agora que o vazamento está acontecendo no módulo Zvezda, a principal seção do lado russo da Estação Espacial Internacional.

É no Zvezda que ficam os dormitórios, refeitório, geladeira, freezer e banheiro da ISS, além de máquinas que filtram dióxido de carbono do ar e garantem metade do oxigênio e da água potável consumida pelos astronautas.

Novos testes serão feitos, mas a Nasa e a Roscosmos garantem que o vazamento não representa um perigo imediato para a tripulação da ISS.

No lado americano da Estação Espacial, eles podem dispor de dormitórios, cozinha e banheiros, enquanto o módulo Zvezda continua sendo testado para determinar o local exato do vazamento.

Não é a primeira vez

Em 2018, foi encontrado um furo na fuselagem da ISS, também do lado russo.

Era um defeito de fabricação que permitia que o ar escapasse de forma mais rápida, e os cosmonautas precisaram sair para o espaço durante 8 horas para realizar um trabalho de manutenção, feito com resina epoxy.

A Estação Espacial Internacional perde ar normalmente, mas os vazamentos fazem com que ela perca esse ar de forma mais rápida, fazendo com que os estoques durem menos e afetando o cronograma.

O ar que os astronautas respiram é enviado para a ISS em caixas altamente pressurizadas, que misturam os gases e resultam em um ar similar ao da Terra.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com