Europeus mataram tantos índios na América que o clima do mundo mudou

0

A história já nos ensinou que as tribos indígenas que residiam na América e foram colonizadas pelos europeus sofreram bastante. Tanto que muitos deles morreram pelo mais diversos motivos. E de acordo com um estudo recente, conduzido pela University College London, no Reino Unido, a morte de tantas pessoas de uma única vez mudou até mesmo o clima do planeta.

Antes de Cristóvão Colombo chegar por estas terras em 1492, em torno de 60 milhões de indígenas residiam no continente americano. No entanto, um século depois, esse número caiu para apenas 6 milhões de pessoas. Guerras, fomes e principalmente doenças, como varíola, sarampo e gripe, foram as principais causas de morte da população original do nosso continente.

De acordo com o estudo, publicado no periódico Quartenary Science Reviews, esse número tão grande de mortes causou um “pequena Era do Gelo”, que durou do século 16 ao 19.

Segundo os pesquisadores, o motivo por trás dessa mudança no clima é que grandes faixas de vegetação e algumas fazendas foram abandonadas por conta de tantas mortes (de 62 milhões de hectares cultivados antes da chegada dos europeus para apenas 6 milhões 100 anos mais tarde). As plantas que repopularam esses locais começaram a absorver mais dióxido de carbono e ainda mantiveram o composto químico preso no solo.

Como ele é um dos gases responsáveis pelo efeito estufa, o fato dele ter ficado retido no solo fez a temperatura média do nosso planeta cair 0,15 grau Celsius em um século.

De acordo com os responsáveis, essa é uma prova que mostra que mudanças climáticas começaram antes do início da Revolução Industrial, considerada o fator chave desse processo.

“Os humanos mudaram o clima antes do início da queima de combustíveis. Essa queima foi o que acelerou o processo”, disse Alexander Koch, o autor líder deste estudo.

Pode parecer pouco, mas esse 0,15 grau a menos na temperatura da Terra já foi o suficiente para aumentar o tamanho de geleiras nos pólos terrestres.

Koch e sua equipe acreditam que a descoberta pode melhorar nossa compreensão sobre como as atividades humanas impactam o clima da Terra.



Veja também:   Terraplanistas organizam cruzeiro que vai levá-los até a borda do mundo

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com