Governo Trump acusa Coreia do Norte por ataque hacker WannaCry

0

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou publicamente a Coreia do Norte de estar por trás do WannaCry, um grande ataque cibernético que infectou centenas de milhares de computadores no mundo inteiro e paralisou partes do sistema de saúde britânico meses atrás.

Em artigo publicado na noite de segunda-feira (18) no Wall Street Journal, o conselheiro de Segurança Nacional, Tom Bossert, afirma que a Coreia do Norte foi “diretamente responsável” pelo ataque com o vírus WannaCry e que Pyongyang terá de prestar contas por isso.

Segundo Bossert, a acusação é baseada em provas e foi confirmada por outros governos e empresas privadas, incluindo o Reino Unido e a Microsoft.

O ataque do WannaCry atingiu mais de 230 mil computadores em 150 países em maio deste ano, incluindo máquinas utilizadas por governos, hospitais, universidades e grandes empresas. A ideia era bloquear documentos digitais, base de dados e arquivos, exigindo o pagamento de resgate para liberá-los.

Indícios

Para o pesquisador Neel Mehta, que trabalha para o Google, há indícios de que a Coreia do Norte esteja envolvida no ataque. E não seria algo de outro mundo, visto que o país está em eterna rixa com o restante do planeta.

Ele comparou os códigos do WannaCry com outras linhas criadas pelo Lazarus Group, um grupo de hackers financiado por Pyongyang. Para ele, há uma enorme semelhança entre ambas as encriptações utilizadas.

Além disso, outro detalhe curioso foi apontado por Mehta em seu levantamento. Ele afirma que o horário do ataque corresponde ao fuso da Coreia do Norte.

Veja também:   O Telegram é mais seguro que o WhatsApp? Qual a garantia do app?

Cabe destacar, no entanto, que as hipóteses relacionadas à Coreia do Norte ainda carecem de mais fundamentação.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com