Krampus: quem é o Papai Noel do mal do folclore europeu?

0

Natal é época de esperar o Papai Noel, o simpático velhinho vestido de vermelho, passar e deixar presentes na árvore. Mas não no leste europeu, onde o Krampus é temido pelas crianças.

O personagem folclórico, celebrado também em alguns locais dos Estados Unidos, é uma espécie de Papai Noel do mal, que ao invés de presentear as boas crianças, pune as más.

O Krampus é um espírito maligno, que geralmente se apresenta com uma aparência demoníaca, incluindo chifres de bode. Ele castiga as crianças que não se comportaram de várias formas, que incluem o uso de um chicote, coloca-las em um enorme cesto que ele carrega das costas e até devorá-las.

Um dos locais onde o Krampus é mais conhecido é na Áustria. Lá, sempre na véspera de 5 de dezembro, dia de São Nicolau, que é o santo que inspirou a figura do Papai Noel, as pessoas colocam roupas de pele, chifres e máscaras para festejar o Krampus. Elas carregam sinos e correntes, fazendo barulho e assustando a todos, em uma espécie de “segundo tempo” do Halloween.

A origem do personagem é certamente anterior ao Natal cristão, nos tempos da Europa pagã, onde espíritos da floresta eram associados a divindades consideradas “tricksters”, que podiam tanto ajudar quanto prejudicar as pessoas, de acordo com cada lenda e momento.

Natal ao redor do mundo

No Brasil, estamos acostumados ao Papai Noel, chamado de Santa Claus nos Estados Unidos e que teve origem em uma figura britânica chamada de Father Christmas. No entanto, ao redor do mundo, existem variadas tradições e personagens, alguns parecidos com o Papai Noel, outros com quase nenhuma semelhança.

Veja também:   O mistério das cores que existem, mas não conseguimos enxergar

Na Rússia, uma figura muito popular é o Ded Moroz, que pode ser traduzido como “Papai Geada”. A barba branca e o casaco vermelho continuam lá, mas ele entrega os presentes no dia de Ano Novo. Em outros países, São Nicolau, Santa Luzia, os Três Reis Magos e o próprio Menino Jesus são responsáveis por fazer a alegria das crianças.

Na Itália, a feiticeira Befana, a bordo de sua vassoura voadora, é quem faz as vezes do Papai Noel e seus gnomos ajudantes. A tradição mais curiosa, no entanto, talvez seja a do Tió de Nadal, na Catalunha.

Trata-se de um tronco de árvore coberto com uma manta, que é “alimentado” por toda a família durante um mês. No Natal, as crianças batem nele com bastões de madeira, cantando a canção “Caga, Tió”, para que ele entregue os presentes exatamente do jeito que você está pensando.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com