Meteoro atingiu a Groenlândia em julho e nada foi divulgado; entenda

1

Um meteoro de grandes proporções atingiu uma base aérea dos Estados Unidos na Groenlândia, mas nada foi divulgado, o que desagradou um cientista. Ele postou informações sobre o evento em seu perfil no Twitter e cobrou transparência das autoridades americanas em relação ao ocorrido.

O objeto teria explodido no ar, a cerca de 43 quilômetros da superfície, na região da Base Aérea de Thule, da Força Aérea dos Estados Unidos, na Groenlândia. Sua explosão foi registrada como sendo equivalente a pouco mais de 2 toneladas de dinamite, ou uma bomba de 2 megatons. Mas estranhamente, nada veio a público a cerca do acontecimento.

O pesquisador Hans Kristensen, diretor do Projeto de Informações Nucleares da Federação de Cientistas Americanos, divulgou a informação no Twitter e comemorou o fato de que não se tratava de um ataque de mísseis, algo que deveria ter sido alertado pelos militares americanos.

Um outro perfil do Twitter denominado apenas Rocket Ron, que também se diz um cientista, confirmou que a bola de fogo do meteoro já havia sido detectada antes da explosão, se movendo a uma velocidade de 24,4 quilômetros por segundo. Confira os tweets de Rocket Ron e de Hans Kristensen:

Cobrando uma resposta

O site IFLScience entrou em contato com a Força Aérea dos Estados Unidos, que respondeu de forma nada conclusiva. A única informação divulgada é de que não houve um impacto na base aérea e que por isso nenhum relatório oficial foi divulgado, algo que os cientistas já haviam notado por conta própria.

Veja também:   Mulher diz fazer sexo com fantasmas e está noiva de um deles

Kristensen criticou a postura dos americanos, afirmando que uma das principais missões da base aérea instalada na Groenlândia é alertar para perigo de mísseis e qualquer outro tipo de possível impacto. “Se o meteoro tivesse entrado em um ângulo mais perpendicular, teria atingido a Terra com uma força significativamente maior”, disse ele em artigo publicado no Business Insider.



Discussion1 Comentário

  1. Claro, um acontecimento desses, que por mais isolada que seja a região deve ter sido visto por muita gente fora da base, ficou abafado e ninguém divulgou.
    Tá, conta outra historinha da teoria da conspiração.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com