Muito Black Mirror: China deve implementar sistema de avaliação de pessoas em 2020

0

Quem acompanhou a série Black Mirror deve se lembrar dos sistemas de avaliação presentes na história. A China pretende implantar um sistema parecido em 2020, monitorando seus habitantes em grandes cidades com o auxílio de literalmente milhões de câmeras, reconhecimento facial e um banco de dados gigantesco.

O projeto é chamado pelo governo de Sistema de Crédito Social. Trata-se de um grande programa de engenharia social que pretende envolver todos os habitantes da China, que como se sabe, não são poucos. O país tem hoje cerca de 1,4 bilhão de pessoas, a maioria vivendo nas grandes metrópoles.

O sistema tem sido desenvolvido ao longo da última década e deve contar com cerca de 200 milhões de câmera de monitoramento espalhadas pelo país. Essas câmeras estarão ligadas a softwares de reconhecimento facial, possibilitando que qualquer pessoa credenciada do governo tenha acesso a todo o tipo de informação de cada indivíduo, bastando para isso, detectar o rosto.

Entre as informações cruzadas com o sistema estarão desde registros civis, passando por eventuais processos na justiça, boletins médicos e situação financeira. Cada cidadão receberá uma pontuação positiva por ações como pagar contas em dia, fazer caridade e outros. O mesmo acontece em relação a atos vistos como negativos, como vandalismo, desrespeito à regras básicas como fumar em áreas proibidas e outras. O sistema já está em funcionamento em algumas cidades.

Opressão e problemas internacionais

O jornalista investigativo Liu Hu é um dos que afirma terem sido vítimas do sistema de avaliação do governo chinês. Após fazer críticas ao governo, ele foi considerado “desonesto” e não tem mais direito a serviços como transporte e hospitais públicos.

Veja também:   Síndrome conservadora: a condição clínica que pode estar afetando a política mundial

Além de problemas como o de Hu, outros países podem ser afetados pelo algoritmo. O sistema se aplica também a empresas, tanto nacionais, como internacionais que operem no país. Algumas companhias aéreas afirmam já estarem sentido o efeito da avaliação.



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com