Os 10 principais elementos da fórmula da felicidade, segundo a ciência

2

Você quer ser feliz. Nós todos queremos ser felizes. No entanto, muitas vezes deixamos de encontrar a felicidade em muitos dos lugares que nós pensamos que ela não existe. Você acredita na fórmula para felicidade, especialmente uma que seja cientificamente e estatisticamente comprovada? Com a ajuda de desenvolvimentos recentes nas ciências sociais, parece que essa fórmula realmente existe. Quer ser feliz? Veja dez coisas para ser feliz agora mesmo.

1. Ser o mais rico

receber-salário-dinheiro-dólar

Todos nós queremos ser ricos. Mas essa não é realmente a chave para a felicidade. A chave é ser mais rico do que todos os outros que conhecemos. Parece cruel, mas é cientificamente provado. De acordo com Robert Frank, professor de economia da Universidade de Cornell, nós nos preocupamos mais com o que as outras pessoas ganham do que o que ganhamos nós mesmos. Um aumento de salário compra muito pouco da felicidade, se a nossa posição no ranking de renda continua a ser a mesma que antes do aumento. Em outras palavras, é melhor para a nossa felicidade ser um peixe grande em um lago pequeno. No entanto, há uma falha nessa teoria: Embora seja bom para a nossa felicidade estar a frente dos outros, não podemos fazer quase nada para evitar que outras pessoas tomem novamente a nossa posição e coloque, de novo, nossos pés no chão.

2. Sexo

casal-homem-mulher-cama-feliz

Isso provavelmente não é nenhuma surpresa para muitas pessoas, mas o sexo é altamente correlacionado com a felicidade. Sim, o sexo ajuda a ser feliz. Dois economistas do Reino Unido, David Blanchflower e Andrew Oswald, realizaram um estudo estatístico sobre a relação entre a felicidade das pessoas e suas atividades sexuais nos EUA. Eles descobriram que as pessoas que fazem sexo em uma base regular (ou seja, quatro ou mais vezes por semana) abrangem o grupo mais feliz entre os americanos. Os homens também gostam de sexo um pouco mais do que as mulheres, e sexo traz mais felicidade para as pessoas mais instruídas. No geral, os resultados sugerem que o sexo faz as pessoas mais felizes. Ou as pessoas mais felizes praticam mais sexo. As duas declarações são perfeitamente válidas.

  Esqueceu de algo? Cientistas descobrem como recuperar memória recente

3. Ser jovem (e ser velho)

criança-velho-idoso-neto-avô
Como uma lei natural que está fora do nosso controle, ser jovem (e ser velho) é muito importante para a nossa felicidade. Existem fortes evidências no mundo que a felicidade tem forma de U. Isto é, deixando de lado outros fatores, a nossa felicidade normalmente começa elevada quando somos jovens. Em seguida, tem uma queda gradual à medida que envelhecemos, atingindo um mínimo quando estamos em torno de nossos 40 anos, antes de subir novamente. O oposto é verdadeiro para a depressão: a incidência de picos de depressão está em torno dos 40 anos de idade. Os cientistas sociais se referem a isso como a relação não linear entre idade e bem-estar. Nós normalmente chamamos isso de crise de meia idade.

4. Morar perto do trabalho

trabalho-mulher-bicicleta
Esta constatação vem dos estudos sobre miséria e não dos estudos da felicidade. De acordo com os economistas suíços Bruno Frey e Alois Stutzer, o tempo que gastamos indo e voltando do trabalho provoca mais estresse do que podemos imaginar. É também o tipo de carga mental que mal pode ser compensada colocando na balança o aumento de salário e o fato de termos que trabalhar tão longe de casa. Eles descobriram que, para a população alemã, a fim de compensar totalmente um tempo de 23 minutos só de ida para o trabalho, as pessoas precisam de um aumento adicional na sua renda mensal de $335 dólares, ou cerca de 19% do seu salário mensal. Isso é uma enorme soma de dinheiro. Não só isso, mas também existem evidências de que essa compensação afeta a felicidade de outros membros da família – para pior.

  Saiba qual é a melhor maneira de pedir desculpas, de acordo com a Ciência

5. Casamento

casal-idoso-feliz-casamento
Já foi provado além de quaisquer dúvidas que atar os laços é bom para nós. Para começar, o casamento acrescenta anos de vida saudável para os homens: um típico homem casado enfrenta um risco 9% menor de morrer, em comparação com os já casados. Os homens casados também são significativamente mais felizes do que aqueles que não são casados, morando juntos, separados, viúvos ou divorciados. Deve, no entanto, ser conhecido que a maior parte desta felicidade acontece normalmente nos primeiros anos de casamento. Nós, então, nos adaptamos rapidamente ao casamento (nesse ponto, a nossa felicidade retorna ao nível original antes de nos casarmos), e isso normalmente ocorre dentro dos primeiros anos após dizer “eu aceito”.

6. Ser voluntário

voluntarios-felizes
Ser voluntário para ser capaz de ajudar os outros, ou para se sentir em harmonia com a comunidade, tem sido associado positivamente com uma vida mais feliz. Por exemplo, os economistas Stephen Meier e Alois Stutzer mostraram que os voluntários são significativamente mais satisfeitos com a sua vida do que os não-voluntários. Além disso, foi demonstrado pelo sociólogo de Harvard, Robert Putnam, autor de Bowling Alone: America’s Declining Social Capital, que as pessoas que são membros de organizações locais ou clubes estão entre as pessoas mais felizes na América. Assim, nenhum homem consegue ser uma ilha – pelo menos quando se trata de nossa felicidade.

  Jovem sem braços é aprovado em exame de direção no Amazonas

7. Ter um trabalho que você ame, independente do salário

trabalho-feliz-mulher-computador
Como não ser feliz com um trabalho que a gente ame? Nunca será o suficiente dizer que o dinheiro não compra felicidade. E, ainda, estar no trabalho que você ama, independentemente de quanto ele te paga, é provavelmente um dos componentes mais importantes de uma vida feliz. Segundo o psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi, estar em um trabalho que você ama pode produzir, em intervalos frequentes, um estado de consciência chamada de fluxo, que é uma forma de concentração tão focada que isso equivale a absorção absoluta de uma atividade. E quando estamos neste estado, é comum para nós, nos sentirmos fortes, alertas, sem esforço no controle, e profundamente satisfeito com nós mesmos. Todos esses sentimentos são algo que o dinheiro não pode comprar.

8. Um parceiro feliz

casal-feliz-parceiro-homem-mulher
Uma das chaves para uma vida conjugal feliz é ter um(a) parceiro(a) feliz. Embora seja verdade que as pessoas felizes tendem a se casar entre si, é também verdade que a felicidade é transferível de um parceiro para o outro. Conforme relatado em seu livro best-seller Connected, Nicholas Christakis e James Fowler descobriu em seus estudos que não são apenas ideias que são contagiosas: a felicidade também pode se espalhar rapidamente. Por exemplo, eles descobriram que, em média, nos tornaríamos 8% mais felizes com a nossa vida, se nosso parceiro fosse mais feliz com a vida dele. Ou seja, para ser feliz, tenha um parceiro feliz. É apenas mais uma razão para tratar o nosso parceiro, com amor.

  E se houvesse oxigênio no espaço sideral?

9. Seja saudável

malhacao-exercicios-feliz-felicidade-mulheres
Um dos maiores determinantes da felicidade, em quase todas as pesquisas, é a saúde. Ter uma mente sã e corpo saudável, contribui muito para uma vida feliz, e a falta desse fator pode nos causar grande sofrimento. No entanto, o que talvez seja menos conhecido é que a nossa percepção de saber se estamos ou não, saudáveis, depende, em parte, do número de pessoas que convivem com a gente e partilham das mesmas doenças. Aparentemente, nós não nos sentimos tão ruins por causa de uma doença se um alguns de nossos amigos também sofrem da mesma doença. Isto também explica, em parte, a evidência de que os pacientes se saem melhor em termos de bem-estar mental e tempo de recuperação futuro, enquanto esperam por uma operação de bypass coronário, quando eles compartilham uma sala com um paciente cardíaco, do que com um paciente não cardíaco ou mesmo não compartilhar um quarto.

10. Amigos

amigos-felizes
Quanto dinheiro você teria que dar para alguém que não vê seus amigos por quase um ano, para que ele seja tão feliz – nem mais, nem menos – que uma pessoa que vê seus amigos todos os dias? 500 reais? Mil? Na verdade, é mais perto de US$ 300 mil dólares. Isso é o quanto vale em média, ver os amigos todos os dias, em termos de felicidade para uma pessoa. O valor monetário específico para amizade pode ser explicado em parte pelo fato do dinheiro não comprar felicidade. Mas é principalmente porque o tempo gasto com os amigos é o tipo de atividade que produz um fluxo constante e grande quantidade de serotonina, um dos dois hormônios responsáveis por nos fazer feliz.

  Vovó faz busca 'educada' no Google e comove a internet

Fonte: askmen.com



Discussão2 Comentários

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com