Qual é a sensação de morrer? Veja 10 curiosidades sobre a morte

1

Qual é a única certeza que temos na vida? A morte, é claro. E o que acontece depois que deixamos esse mundo? Reencarnação? Paraíso? Inferno? Ninguém sabe ao certo o que acontece com a gente depois que morremos.

Mas não pense que a morte seja um completo mistério. Muitos cientistas já sabem, por exemplo, o que acontece com o nosso corpo quando estamos prestes a morrer. Veja algumas curiosidades sobre a morte:

1) Visão

A experiência de morte não é nada legal. O primeiro sentido que se perde é a visão. Ou seja: a pessoa fica cega quando está prestes a morrer. Logo após, perde-se paladar, olfato e tato, respectivamente. Por último, a audição se desliga.

2) Consciência fora do corpo

A decapitação é um dos tipos de morte mais aterrorizantes. E há quem pense que o falecimento é imediato neste caso, mas não é assim. Mesmo que a pessoa perca a cabeça, ela fica consciente por cerca de 20 segundos.

3) Resistência natural

Corpos orgânicos servem de forma excelente como adubo. Existem, inclusive, caixões ecológicos que ajudam o planeta com a decomposição dos corpos humanos.

No entanto, o corpo humano tem demorado mais para se decompor. Um dos principais motivos é que estamos consumindo produtos com conservantes em maior volume.

4) A morte mais cara

A morte mais cara da história foi a de Alexandre Magno, conhecido como Alexandre, o Grande. Ele foi rei do reino antigo da Macedônia.

  Metallica quer ser a primeira banda a tocar no espaço

Após Alexandre falecer, foi construída uma estrada gigante do Egito até a Babilônia como parte de seu funeral. Caso ela fosse construída hoje, custaria por volta de US$ 600 milhões (cerca de R$ 2 bilhões na cotação atual).

5) A solidão do espaço

Conhece Star Treck? Aquele filme popular entre os nerds? Pois saiba que o criador dele, Gene Roddenberry foi a primeira pessoa em toda história a ter suas cinzas jogadas no espaço. Após toda cerimonia, suas cinzas foram colocadas em um foguete e depois espalhas pelo vácuo.

6) Quanta gente!

Estima-se que cerca de 100 bilhões de pessoas já tenham morrido desde que o homem surgiu no planeta Terra. A efeito de comparação, a população mundial nos dias de hoje é de aproximadamente 7 bilhões de habitantes.

7) A cremação

A temperatura das máquinas incineradoras atinge incríveis 1.000° C, por meio do gás natural. Apesar desse alto nível de calor, são necessárias várias horas para completar uma cremação.

O tempo pode variar de acordo com o peso do defunto. O motivo é simples: a gordura corporal entra em combustão mais facilmente, então, quanto mais gordo, mais rápido é o processo.

8) O último esforço masculino

Ao morrer, os homens podem ter ereção. O corpo entra em um estado de relaxamento muscular profundo, o que pode provocar o fenômeno. No entanto, a ejaculação não é possível, visto que as funções vitais param de funcionar.

  Nasa descobre sistema com exoplanetas semelhantes à Terra

9) Rebelião das máquinas

Em algum momento, os robôs passarão a ser super-inteligentes. E isso é preocupante, pois já foi registrada uma morte causada por um robô.

Kenji Urada, funcionário de uma empresa, foi atingido fatalmente por um robô em uma empresa automotiva. Ok, foi um acidente, mas devemos ter cuidado com a inteligência artificial.

Sabemos que uma hora os robôs serão super inteligentes, alguns portarão até armas. Mas a humanidade deve se preocupar com isso? Saiba que a primeira morte por um robô já foi confirmada no Japão. O trabalhador Kenji Urada foi atingido fatalmente por um robô em uma empresa automotiva. Claro que foi apenas um acidente, mas é algo a se pensar.

10) Consumido por enzimas

Três dias após a morte, enzimas digeridas em últimas refeições começam a devorar o corpo humano. As células fraturadas se convertem em comida para as bactérias vivas do intestino, que liberarão gás tóxico o bastante para inchar o cadáver e forçar os olhos para que saiam das órbitas.

Este texto foi feito originalmente por Renan Ralts para o canal Acredite ou Não no YouTube. Edição textual por Igor Miranda. Confira o vídeo original:

Discussão1 Comentário

  1. Há uma discrepância entre o vídeo e o texto, no texto diz que após a morte o homem tem uma ereção e não pode ejacular, já no vídeo diz que o homem ejacula.

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com