Saiba qual é a melhor maneira de pedir desculpas, de acordo com a Ciência

0

Quem nunca fez um pedido de desculpas sincero, e a outra pessoa simplesmente não acreditou? Bem, a ciência está aqui para te ajudar: Saiba que um pedido de desculpas eficaz, tem seis elementos-chave, de acordo com um novo estudo feito recentemente.

Os pesquisadores descobriram que seis coisas aumentam a eficácia de um pedido de desculpas, e aqui vão elas:
• Uma expressão de remorso
• Uma explicação sobre seu erro
• Um reconhecimento de responsabilidade
• Uma declaração de arrependimento
• Uma oferta de reparação
• Um pedido de perdão

Desculpas realmente funcionam, mas você deve se certificar de acertar o maior número que puder destes seis elementos-chave, Afirma Roy Lewicki, principal autor do estudo e professor emérito de gestão e de recursos humanos da Universidade do Estado de Ohio.

De acordo com o estudo, caso você não tenha tempo para trabalhar em todos os seis elementos, tente focar nos principais. Os pesquisadores descobriram que alguns dos elementos transmitem mais peso do que outros.

Os resultados mostram que o componente mais importante de um pedido de desculpas é o reconhecimento da responsabilidade. “Diga que a culpa foi sua, que você cometeu um erro.”

O segundo elemento mais eficaz, de acordo com o estudo, é a oferta de reparar o mal que foi feito. Isto assegura à pessoa que você está se desculpando, que você está comprometido em tomar medidas para desfazer o dano causada pelo erro.

Veja também:   Ser humano consegue se lembrar de até 5 mil rostos, revela estudo

Por outro lado, os pesquisadores descobriram, que o aspecto menos importante, surpreendentemente, é o pedido de perdão.

Desculpas realmente funcionam, mas você deve se certificar de acertar o maior número que puder destes seis elementos-chave, Afirma Roy Lewicki.
Desculpas realmente funcionam, mas você deve se certificar de acertar o maior número que puder destes seis elementos-chave, Afirma Roy Lewicki.

O Experimento

No estudo, os pesquisadores conduziram dois experimentos separados, com um total de 755 pessoas.

No primeiro experimento, 333 adultos leram um pedido de desculpas que continham um, três ou até todos os seis elementos-chave, e avaliaram o quão eficaz, crível e adequado o pedido de desculpa foi. Eles foram informados de antemão, quantos elementos foram incluídos no pedido de desculpas que estavam lendo.

No segundo experimento, 422 estudantes universitários foram convidados a ler um pedido de desculpas que incluía qualquer um dos seis elementos, e em seguida, eles avaliaram o pedido de desculpas. Neste experimento, no entanto, os participantes não foram informados de quantos elementos foram incluídos no pedido de desculpa.

Em ambos os experimentos, os pesquisadores descobriram que os pedidos de desculpa que continham mais elementos, foram os mais eficazes segundo a avaliação feita pelos participantes.

Vale ressaltar que o estudo foi feito somente com os participantes lendo os textos com os pedidos de deculpa, os participantes não ouviram os pedidos de uma pessoa.

O que claramente significa que coisas como o contato visual e uma expressão corporal apropriada de sinceridade, são importantes quando você dá uma desculpa face-a-face, diz Roy Lewicki.

Então se você não é tão bom assim em pedir desculpas, provavelmente você terá mais sucesso fazendo isso por troca de mensagens…

fonte: livescience

Veja também:   De terremoto à água: 10 vezes em que a Terra 'engoliu' pessoas

Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com