Por que o pôr-do-sol ganhou cores tão diferentes em São Paulo?

0

Nesta semana, os moradores da cidade de São Paulo se surpreenderam com as cores do pôr-do-sol. Mas por que o céu ganhou tonalidades tão diferentes do normal?

Há quem coloque a culpa do fenômeno na quarentena, já que as pessoas estariam liberando menos poluição no ambiente e possibilitando que o céu ficasse um pouco mais limpo. Mas a resposta para isso pega o caminho inverso.

O crepúsculo paulistano ganhou tons alaranjados e roxos por pelo menos dois dias. Em várias partes da capital paulista e também na região metropolitana foi possível observar o espetáculo no céu, mas, infelizmente, ele não tem nenhuma relação com uma diminuição da poluição na cidade.

Muito pelo contrário: foi justamente a poluição que deu as cores ao céu no pôr-do-sol.

Durante os dias em que o fenômeno aconteceu, São Paulo teve dias nublados, com nuvens bem baixas, que seguraram a poluição perto da superfície.

Ao final do dia, com a angulação da incidência dos raios solares, as nuvens e a poluição acabaram transformando essa luz nas cores que foram vistas.

Independente do motivo, o espetáculo foi notável!



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com