11 animais comuns que eram enormes e assustadores na pré-história

0

Nossa vida, atualmente, é bem mais fácil, por vivermos em grandes centros urbanos. No entanto, imagine durante a pré-história: nosso mundo era habitado por animais assustadores que poderiam nos matar com certa facilidade. E não estamos falando dos dinossauros, que não viveram na mesma época que nós, seres humanos, mas sim de alguns ancestrais de animais considerados comuns.

Já imaginou se tornar presa de um pássaro gigante ou de um tubarão que deixa o branco no chinelo? Confira abaixo 11 animais comuns que eram imensos e assustadores na pré-história.

Bichos-preguiça do tamanho de elefantes

Os bichos-preguiça possuem garras enormes, mas nem nos preocupamos com o animal, pois além dele ser inofensivo, são extremamente calmos e relaxados, como seu nome já diz. Mas durante a pré-história, eles eram imensos e tinham o tamanho de mamutes, por exemplo, e eram conhecidos pelo nome de megatério. Pelo menos eles eram vegetarianos.

Eles eram tão diferentes dos animais atuais que ao estudar seus fósseis, o ex-presidente dos EUA, Thomas Jefferson, acreditou se tratar de um gato gigante. Além disso, existia uma espécie que chegava a entrar na água para conseguir alimento. E eles tinham uma espécie de carapaça nas costas, igual a um tatu.

Camelos gigantes

Alguns estudos apontam que há 100 mil anos atrás, os camelos eram muito maiores do que hoje em dia. A espécie que vivia na Síria, por exemplo, chegava a ter 3,5 metros de altura, o mesmo tamanho de elefantes e o dobro dos atuais camelos.

Vale lembrar que eles não eram exatamente animais de deserto, já que a área do país era uma enorme savana nessa época. Ainda não se sabe como que os animais morreram, mas muitos acreditam que ação humana pode ter um dedo nessa história.

Veja também:   Pessoas que falam palavrão são mais inteligentes e confiáveis, diz estudo

Crocodilos que podiam engolir um ser humano de uma única vez

Os crocodilos são animais ameaçadores, e isso era muito pior na pré-história, pois com o passar do tempo, eles foram diminuindo de tamanho.

Sim, eles eram muito maiores antigamente. A National Geographic afirma que muitos deles tinham entre 10 e 12 metros de comprimento, apresentavam dentes comparáveis com os do Tiranossauro Rex e conseguiriam engolir um ser humano sem maiores problemas por conta de suas mandíbulas gigantescas.

Castores do tamanho de ursos

Hoje em dia, existem apenas duas espécies de castor pelo planeta, mas durante a pré-história, eles existiam nas mais diversas formas, tamanhos e variedades. Uma dessas versões era o chamado Castor Golias, que segundo muitos especialistas, seria uma versão “bombada” do animal.

Ele tinha três metros de altura e pesavam pouco mais de 225 kg. Eles eram fantásticos engenheiros, como as atuais versões do animal, e acredita-se que eles eram grandes nadadores. Ele sumiram da face do planeta há cerca de 10 mil anos.

Insetos do tamanho ou pássaros (ou até maiores)

Se você tem medo de qualquer tipo de inseto, pode agradecer por ter nascido nos tempos atuais. De acordo com a National Geographic, o planeta era habitado por libélulas gigantes, do tamanho de cegonhas; bem como escorpiões de quase dois metros de comprimento, que tinham garras enormes.

Quer se assustar ainda mais? De acordo com o paleontólogo Hans-Dieter Sues, existia na pré-história um animal conhecido como Arthropleura, que seria igual a uma centopeia, mas com dois metros de comprimento. Para a sorte dos humanos da época, eles se alimentavam apenas de plantas.

O Pé Grande que realmente existiu

Os gorilas são animais enormes que nos assustam, mas eles nem se comparavam ao gigantopithecus, uma versão do animal que tinha três metros de altura e pesava pouco mais de 450 kg. Ele viveu no atual território ocupado pela China, mas desapareceu há cerca de 100 mil anos. Muitos acreditam que eles morreram de fome, pois os alimentos que encontravam não suprimiam seu enorme apetite.

Veja também:   Por que as pessoas encapavam livros com pele humana no século 18?

Há quem acredite que eles ainda vivem hoje em dia, e por conta de seu tamanho, ganharam o nome de Pé Grande, a lendária criatura que alguns entusiastas afirmam estar vagando pelas florestas do mundo.

Tubarões que comeriam os tubarões de hoje em dia

A criatura mais terrível a nadar pelos mares do planeta foi o megalodon, um tubarão gigantesco que comeria o atual tubarão branco com certa tranquilidade. Ele tinha 15 metros de comprimento e suas mandíbulas eram tão poderosas que ele poderia esmagar um carro com facilidade.

Estudiosos acreditam que ele satisfazia seu apetite com baleias. Apesar de ter sido um dos animais mais poderosos que já existiram no planeta, o megalodon desapareceu há 2 milhões de anos atrás, por conta da combinação entre o resfriamento das águas dos oceanos e a competição com outros predadores.

As super salamandras

Atualmente, as salamandras são animais pequenos que até se tornaram bichos de estimação. Mas acredita-se que há 200 milhões de anos atrás, existia uma espécie de salamandra que tinha perto de dois metros de comprimento.

Eles viveram na mesma época dos dinossauros, mas logo foram extintos. Muitos paleontólogos afirmam que suas cabeças eram planas e quando abriam suas bocas, ela abria e fechava igual a um assento de vaso sanitário.

Ratos que podiam enfrentar touros

Sim, é isso mesmo. Na pré-história, existia um roedor que poderia ter o mesmo tamanho de um touro. Eles viviam aqui na América do Sul e seus descendentes mais famosos são as capivaras, que por coincidência, são os maiores roedores do planeta.

Veja também:   Por que algumas pessoas querem a volta da monarquia no Brasil?

Além de terem o mesmo tamanho de um touro, eles podiam pesar perto de uma tonelada. E apesar de serem animais herbívoros, usavam seus incisivos mortais para atacar inimigos, caso se sentisse ameaçado.

Cobras do tamanho de um ônibus

Muitas pessoas têm medo e pavor de cobras, muito por conta do filme Anaconda, de 1997, que resultou em algumas sequências. E animais tão grandes quanto a cobra vista no longa já existiram no planeta. Alguns fósseis já mostraram que há 58 milhões de anos, existia uma cobra que tinha 12 metros de comprimento e que pesava quase uma tonelada.

Além disso, ela tinha mais ou menos o mesmo tamanho da cintura de um humano adulto. Mas na época em que existiu, gostava mesmo de se alimentar de crocodilos e tartarugas. Acredita-se que ela desapareceu por conta de mudanças climáticas.

Pássaro do terror

Pássaros são animais praticamente inofensivos, mas existia uma espécie que era muita temida na pré-história: o chamado “pássaro do terror”. Muitos estudiosos afirmam que ele seria uma mistura de avestruz com urubu, tinha três metros de altura e uma cabeça desproporcional ao seu corpo. Eles eram carnívoros e se alimentavam  de animais como cavalos, lobos e tigres dente-de-sabre.

E para piorar a situação dos animais que vivem nessa época, apesar de seu tamanho, os pássaros do terror ainda eram rápidos e ágeis. Eles atormentaram o planeta durante 60 milhões de anos até sumirem há apenas 2,5 milhões de anos.

Fonte: Grunge



Deixe um Comentário

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com